Ciclista fica com rosto desfigurado após cair em buraco coberto pela água em avenida de Palmas


As imagens do local viralizaram nas redes sociais e depois disso a Prefeitura de Palmas tampou o buraco. Morador agora pretende processar o município. Município pode pagar por dano causado ao cidadão devido aos problemas de pavimentação
Um ciclista morador de Palmas ficou com o rosto desfigurado após cair em um buraco em uma das avenidas da cidade. O acidente foi no início da manhã de do último sábado (14). As imagens do local viralizaram nas redes sociais e depois disso a Prefeitura de Palmas tampou o buraco.
Alexandre Rodrigues sofreu várias lesões pelo corpo, as mais graves no rosto. A parte superior do nariz trincou e por causa da lesão nos olhos ele também está com dificuldades para enxergar. Também tem machucados ainda no braço e nas costas.
“Foi por volta de 7h05 a 7h10 da manhã. Eu estava retornado do meu treino de bike, moro a uns 500 metros aqui do ocorrido. Quando eu vim passando na via, não consegui visualizar o buraco que estava submerso de água. Olhando para a esquerda para ver se vinha veículo eu caí nele e depois não vi mais nada. Levantei mesmo só pelo desespero do tanto de sangue que estava perdendo, tentando buscar uma ajuda”, disse.
Ciclista teve várias lesões no rosto após queda
Arquivo Pessoal
O morador agora pretende processar o município. “O meu sentimento é indignação por tudo que a gente paga de imposto, o que a gente espera o mínimo é o ir e vir, tanto o meu ou de qualquer pessoa, um idoso uma criança. Direitos são de todos.”
O advogado Tiago Praxedes afirma que a responsabilidade de buracos da pista é da prefeitura, que não deveria deixar sequer que ele existissem por muito tempo. “É uma via que é responsabilidade do município. Então o município tem que zelar, tem que sinalizar, tem que pavimentar e se pavimenta tem que dar manutenção. Há um planejamento para isso acontece e se isso não acontece e um cidadão está passando e é lesado, o cidadão tem que buscar os seus direitos”, disse.
O profissional explica que nesses casos, a vítima precisa juntar a maior quantidade de provas possíveis. “Registrar boletim de ocorrência, pegar laudo médico. Tentar verificar se na via tem câmera de segurança para poder produzir essa prova e buscar, principalmente, testemunhas”, explicou.
Buraco que derrubou ciclista estava coberto de água
Reprodução
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.