Claudio Vignatti apresenta propostas à prefeitura de Chapecó

Dando sequência às entrevistas com os candidatos à prefeitura de Chapecó, o Grupo ND conversou nesta quinta-feira (15) com o candidato do PSB, Claudio Vignatti. Além do ND+, também foi entrevistado pelo apresentador do Balanço Geral, Eduardo Prado.

O candidato falou sobre suas principais propostas. – Foto: Willian Ricardo/ND

Claudio Vignatti (PSB) tem 53 anos e mais de 20 anos de vida pública. Foi vereador por duas vezes e deputado federal por dois mandatos. Atualmente preside o Partido Socialista Brasileiro em Santa Catarina, além de ser empreendedor.

Confira na íntegra a entrevista com o candidato Claudio Vignatti:

Quais as suas principais estratégias para dar continuidade e superar a atual gestão de Luciano Buligon (PSL)?

Nós precisamos dar continuidade em todas as obras que são importantes em Chapecó e já foram licitadas, mas precisamos de um desafio novo. Faremos um plano de recuperação econômica em Chapecó no próximo período, para garantir que o empreendedor tenha oportunidade de crescer e desenvolver com acesso às novas tecnologias, em uma gestão moderna, mais transparente e mais eficiente.

Outra coisa importante, é que eu imagino que com a experiência acumulada na minha vida, é possível trazer Brasília e Florianópolis para Chapecó, para garantir que, de fato, possamos resolver problemas como o aeroporto, o contorno viário e a mobilidade urbana. Além disso, faremos a modernização da gestão pública com uma política de juro zero para o empreendedorismo.

Caso seja eleito, qual será a sua principal bandeira como prefeito de Chapecó?

Transparência e honestidade. Vamos ter transparência total nos atos da prefeitura com uma gestão integrada. Traremos o Observatório Social para dentro da prefeitura. Não vamos fazer eles controlarem a gente, mas controlarem a política pública para garantir toda a transparência possível, para que o cidadão tenha a prefeitura na mão. Queremos ter um aplicativo que interaja de forma direta com a sociedade.

De que forma a sua experiência política pode contribuir para a prefeitura?

Com a minha experiência de captar recursos trouxe para Chapecó a Universidade Federal, a escola técnica federal, a UPA. Coloquei dinheiro no materno infantil e em cinco centros de educação infantil, além do acesso da BR-282 que federalizamos na época. É essa a experiência de trazer Brasília e Florianópolis para Chapecó.

O seu plano de governo diz que a mobilidade urbana deve facilitar a vida do cidadão, quais suas propostas para que isso aconteça na prática?

Vignatti também concedeu entrevista ao Balanço Geral. – Foto: Willian Ricardo/ND

Hoje demoramos para ir e para voltar no trânsito e as pessoas correm risco de vida. Precisamos garantir um trânsito muito mais ágil. Implementar o binário no centro, corredores exclusivos e prioritários de ônibus e garantir que as pessoas respeitem os pedestres. Hoje, atravessar na faixa é um risco. É preciso um processo de reeducação no trânsito e de agilidade com um trânsito rápido e seguro.

A cidade cresceu, mas não se modernizou com o tempo. No quesito trânsito está ultrapassada. Por exemplo, não temos ciclovias e ciclo faixa. Precisamos implementar ciclovias em todos os loteamentos novos e ciclo faixa nos já existentes. Como que o Centro não tem nenhum metro de ciclo faixa para pedalarmos? Cidade moderna tem que ter espaço para trabalhar, para ir e voltar do trabalho e, inclusive, curtir a bicicleta.

Dentro da educação o seu plano de governo contempla vários pontos com foco em todos os agentes envolvidos, desde a qualidade do ensino até a valorização dos profissionais. Quais as medidas mais urgentes, na sua opinião?

Vamos modernizar as escolas, do gabinete do prefeito até a escola será tudo  integrado e digitalizado. Capacitaremos os professores municipais para ter escolas com mais tranquilidade e o professor valorizado. As escolas estão ultrapassadas. Se quisermos que os estudantes do ensino fundamental tenham a oportunidade de ter uma escola boa. temos que garantir que eles tenham acesso à tecnologia e internet, além de equipamentos como mini tablet e celulares. Além disso, garantir que todas as crianças estejam na creche. Hoje quase três mil crianças estão esperando vagas em creches. Também implementaremos a creche noturna na cidade.

E para a economia, quais são as suas propostas para os principais setores?

Vamos fazer um plano de recuperação econômica que trabalhará com a política de juro zero. Fui autor do projeto de Lei do MEI. Graças a isso são 11 milhões de pessoas formalizadas no Brasil e 11 mil em Chapecó. Essas pessoas têm que ter oportunidade de capacitação da sua gestão porque muitos empreendedores acabam tendo problema para dar continuidade em seus negócios e, para isso, têm que ter capacitação em suas gestões e juro zero como política de crédito.

Também vamos criar uma sala de negócios para desburocratizar e facilitar a vida das pessoas, como fizemos com o Simples quando desburocratizamos o processo e criamos uma base única. Na prefeitura as empresas têm que ser aliadas no processo de desenvolvimento econômico. A administração pública tem que dar agilidade e simplificar os processos. Nesse balcão teremos um departamento de empreendedorismo feminino. As mulheres têm as suas especificidades e elas vão ter vez no nosso governo.

Outro setor afetado pela pandemia da Covid-19 é a saúde. Muitos serão os desafios para a próxima gestão, uma vez que os reflexos da crise ainda serão sentidos. Quais propostas o candidato tem para melhorar a saúde em Chapecó?

Claudio Vignatti foi o quarto candidato entrevistado em Chapecó. – Foto: Willian Ricardo/ND

Primeiro vamos fazer um hospital novo na Efapi. Aquela região é uma cidade e precisa disso. Vamos trabalhar para vacinar toda a população de Chapecó. É preciso ir rápido atrás da vacina. Se buscarmos a vacinação para todos voltaremos às igrejas, teatros, eventos, a assistir a Chapecoense no estádio e a ter vida normal. Também vamos criar um multicentro de especialidades para resolver os problemas de diagnósticos e cirurgias rápidas. As pessoas sofrem nessa fila da angústia.

Quando fui presidente do Conselho Municipal de Saúde em Chapecó, desde lá acompanho o SUS e sei que se adiantar o dinheiro e resolver o problema da fila na saúde, isso acaba com o sofrimento das pessoas. Vamos garantir essa oportunidade. Reequipar e reestruturar a saúde básica contratando mais profissionais e valorizando os servidores da saúde para somar nesse processo de construção. Vamos lutar para ter duas novas UPAs, uma na região Sul e outra na região da Efapi.

O que os chapecoenses podem esperar de Claudio Vignatti, caso seja eleito prefeito?

Um prefeito empreendedor. Que vai governar Chapecó com as melhores pessoas possíveis, com os melhores técnicos. Uma empresa quando quer crescer só chama “fera” e nós vamos chamar só gente capacitada para garantir uma administração extremamente transparente honesta e que vai governar para melhorar e cuidar da vida dos chapecoenses.

Vignatti é o candidato do Partido Socialista Brasileiro. – Foto: Willian Ricardo/ND

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”