Com alta do consumo de água, concessionária de Porto Ferreira alerta para o uso consciente


Agosto de 2020 registrou aumento de 35 milhões de litros de água consumidos a mais em relação ao mesmo período de 2019. Ainda não há possibilidade de racionamento. Concessionária de água de Porto Ferreira alerta para a importância de economizar
Com um aumento de 12,37% no consumo de água em agosto, a concessionária de Porto Ferreira (SP) está fazendo uma campanha para alertar a população sobre o consumo consciente. O município está próximo de completar seis meses sem chuvas significativas.
Em agosto, foi registrado um consumo de 323.171 milhões de litros de água, aumento de 35 milhões de litros em relação ao mesmo mês do ano passado. Se comparado o mesmo período de 2020 e 2014, quando o país enfrentou uma crise hídrica, o consumo subiu 57 milhões.
Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a recomendação é que, por dia, cada pessoa consuma 110 litros de água, enquanto os cidadãos de Porto Ferreira estão consumindo 169 litros, bem acima do recomendado.
Estiagem
Porto Ferreira (SP) ainda não prevê racionamento de água, mas alerta para níveis baixos de captação
Reprodução/EPTV
“A captação está com baixo nível em relação ao mesmo período dos anos anteriores. Encontramos uma situação relativamente de alerta, mas conseguimos manter o abastecimento com regularidade”, explicou o coordenador regional de operações Daniel Makino.
Segundo ele, neste momento não há a possibilidade de racionamento. Entretanto, se o prolongamento da estiagem e a manutenção das temperaturas elevadas se mantiverem a situação poderá piorar.
“O que queremos reforçar nesse momento é que haja uma conscientização para que a gente consiga manter um equilíbrio na operação e também a preservação da água nos nossos mananciais”, comentou Makino.
Consumo consciente
Orientação é para que a população ensaboe a louça antes de lavar para auxiliar na economia de água em Porto Ferreira (SP)
Reprodução/TV Diário
Uma das orientações às pessoas para auxiliarem na economia de água é o reaproveitamento da água de lavagem de máquinas. Entretanto, o armazenamento em baldes deve ser evitado, pois pode contribuir com a dengue. Outras medidas são:
Reduzir o tempo de banho;
Fazer em primeiro lugar o ensaboamento das louças para depois lavar;
Substituir a mangueira pelo balde para a lavagem de ambientes externos;
Deixar de lavar o quintal;
Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.