Com chegada da Black Friday, advogado orienta sobre como evitar golpes durante compras online

Procon afirma que celulares e tablets estão no topo da lista de produtos que envolvem reclamações relacionadas a golpes. O número de reclamações relacionadas a compras online passou de 200 mil, de acordo com dados da Fundação Procon São Paulo. Por isso, com a chegada da Brack Friday no dia 27 de novembro, um advogado orienta sobre possíveis golpes aplicados pela internet.
De acordo com o advogado Rodrigo Rolim, uma das dicas é adquirir produtos de sites, lojas ou parceiros que ofereçam sistemas com segurança e sejam confiáveis.
“Nós também orientamos para que as pessoas não abram publicidades por meio de e-mail ou SMS e sempre pesquisem a reputação das empresas nos sites”, explica.
Rodrigo também afirma que é importante ter certeza se o domínio do site é brasileiro e termina com “.com.br”, para que o consumidor ser enquadrado no Código de Defesa do Consumidor.
“Além do domínio, é preciso sempre procurar alguma forma de contato com a empresa e preferir fazer esse tipo de compra com cartão de crédito, porque se por ventura for constatada uma fraude, há um período para o consumidor conseguir fazer o cancelamento da compra.”
Além dos cuidados, o Procon afirma que celulares e tablets estão no topo da lista de produtos que envolvem reclamações relacionadas a golpes.
Em 2019, as vendas online durante o período de Brack Friday movimentaram cerca de R$ 3 bilhões e causaram satisfação para os comércios que lucraram e para consumidores que compraram produtos com valores menores.
Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.