Com pandemia, lucro dos bancos recua 32% no 1º semestre, para R$ 40,8 bilhões, revela BC

Informações foram divulgadas nesta quinta-feira por meio do relatório de estabilidade financeira. Rentabilidade dos bancos apresentou forte redução por conta do aumento das despesas com provisões (recursos apartados para perdas), informou BC. O lucro líquido das instituições financeiras somou R$ 40,8 bilhões no primeiro semestre deste ano, o que representa uma queda de 31,9% em relação ao mesmo período de 2019, informou nesta quinta-feira (15) o Banco Central por meio do Relatório de Estabilidade Financeira.
Segundo a instituição, o recuo do lucro dos bancos nos seis primeiros meses deste ano está relacionado com os efeito da pandemia da Covid-19, com impacto a partir de março.
Refletindo a queda do lucro líquido, informou o BC, a rentabilidade do sistema financeiro caiu para 11,2% no primeiro semestre de 2020, em comparação com 17,8% no mesmo período do ano anterior, uma queda de 6,6 pontos percentuais.
“A rentabilidade dos bancos apresentou forte redução, notadamente em razão do aumento das despesas com provisões (recursos apartados no balanço para fazer frente a eventuais perdas)”, informou o BC. Acrescentou que a pandemia também afetou as receitas de serviço, porém com efeitos menos relevantes sobre o resultado dos bancos.
A instituição ressaltou, porém, que a pandemia eclodiu em um momento em que a rentabilidade bancária já havia se recuperado dos efeitos da recessão de 2015 e de 2016, o que “permitiu a absorção de despesas com provisão em nível semelhante ao observado durante aquela recessão, sem transtornos para o sistema”.
Por conta disso, o BC avaliou que, mesmo com a queda, a rentabilidade do sistema “permanece em patamares que não representam risco significativo para a estabilidade financeira”.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”