Com ‘renovação política’, DEM sai fortalecido das eleições municipais, avalia prefeito eleito em Salvador

O partido Democratas (DEM) sai fortalecido após as eleições municipais de 2020. A avaliação é de Bruno Reis, prefeito eleito no 1º turno em Salvador, na Bahia, e atual vice-prefeito na cidade. Com quase 1,5 milhão de votos, a legenda foi a mais votada no estado, o que de se deve a reinvenção do partido. No total, nas eleições 2020, o DEM quase dobrou o número de prefeituras, passando de 266 para 459 prefeitos eleitos. “Ganhamos cidades estratégicas e importantes no estado. Esse crescimento já se confirmou no Brasil, ainda com a expectativa de vencer no Rio de Janeiro e em Macapá. Isso é fruto do trabalho que está sendo realizado, do processo de renovação política, novos quadros, novos valores, pessoas que qualidade que querem estar na vida pública. Partido sai fortalecido e com boas perspectivas para 2022.”

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, nesta quinta-feira, 19, Bruno Reis falou ainda sobre as possibilidades do Democratas para as próximas eleições e não descartou a chance de uma disputa pela vaga presidencial. O atual vice-prefeito de Salvador elogiou os trabalhos do companheiro de chapa, ACM Neto, prefeito da capital baiana e presidente do partido, e falou em clamor popular para uma candidatura de Neto ao governo estadual. “É algo natural, as pessoas clamam nas ruas. Depois do brilhando trabalho [de ACM Neto], que chegou a oito anos de gestão com 90% de aprovação, sendo 83% de ótimo ou bom. Houve reconhecimento da população não só nas pesquisas, mas também nas urnas, que é o principal aspecto da democracia de reconhecimento de uma gestão. Isso credencia para voos maiores, o credencia para voos maiores, pode ser para governador ou pode ser pensando no plano nacional. Ser candidato a governador é algo natural, as pessoas estão falando e pedindo”, comenta. No entanto, ele lembra que a proposta, agora, é construir um governo com bom diálogo tanto na esfera estadual, comandado pelo governador Rui Costa (PT), quanto a nível federal. “Procurarei ter com eles a melhor relação institucional possível. Acabou a eleição, descemos do palanque. Nos unimos para enfrentar a pandemia e quem ganhou foi a cidade”, relata.

Ainda sobre a pandemia em Salvador e os impactos econômicos para a cidade, que tem como principal fonte o turismo e a produção de eventos, Bruno Reis reconheceu as dificuldades e falou sobre a importância da vacina para imunização da população, “retorno ao dia a dia” e recuperação dos setores afetados. Segundo Bruno Reis, a previsão é que nesta quinta-feira seja decidido sobre as festividades do carnaval 2021 que, de acordo com ele, devem ser adiadas “por não ter condições sanitárias para realizar” os eventos. “Nós começamos o isolamento antes da pandemia, montamos estruturas de saúde e ninguém ficou sem atendimento médico. Agora, já desmobilizamos parte disso [estrutura], mas estamos preparados para caso seja necessário remobilizar. Estamos com 50% dos leitos de enfermaria e UTI ocupados e administrados esses números. Os números de óbitos caíram, mas a gente já percebe essa alta. Não há risco de segunda onda em Salvador, mas temos que ter toda cautela. Não estamos livres e precisamos tomar todas as precauções”, afirma.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.