Com restrições, CCBB reabre exposição sobre Egito antigo em São Paulo

O Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo reabriu nesta sexta-feira, 16, a mostra ‘Egito Antigo: do Cotidiano à Eternidade‘, exposição com 140 peças originais vindas do Museu Egípcio de Turim, na Itália. Entre esculturas, pinturas, objetos litúrgicos, sarcófagos e até uma múmia humana, os itens ajudam a revelar ao público brasileiro aspectos da civilização que perdurou por quase três mil anos. A reabertura do CCBB SP segue um planejamento previamente desenvolvido, que contempla restrições e regras definidas com base em orientações das autoridades sanitárias para garantir a segurança aos visitantes e funcionários em razão da pandemia de Covid-19. A visitação será apenas com agendamento prévio e pode ser visitada até o dia 3 de janeiro de 2021.

A mostra, com curadoria de Pieter Tjabbes e Paolo Marini, havia sido inaugurada em fevereiro e chegou a receber 7 mil visitantes antes de a pandemia do novo coronavírus impor restrições nas atividades de São Paulo. Com a entrada na fase verde do Plano São Paulo, o CCBB voltou a funcionar, agora com maiores restrições no limite de público. Entre as medidas adotadas, está a entrada apenas pela porta principal, com medição da temperatura corporal. A visita terá duração de 50 minutos, começando pelo subsolo e passando pelos quatro andares do prédio. Serão até 50 visitantes por grupo. O uso de máscara é obrigatório. A exposição também passou por reformulações. A réplica da pirâmide, que ficava no térreo, foi desmontada para permitir maior espaço de circulação e distanciamento entre os visitantes.

A exposição é dividida em três núcleos. Vida Cotidiana reúne vídeos e fotografias de sítios arqueológicos, tumbas e outros objetos e adornos, que são apresentados em um ambiente de coloração amarela, para remeter à ligação dos egípcios com o sol, que nomeia sua principal divindade, e também ao ouro. No núcleo Religião, o público entrará em um “templo” com tons de verde, que remete à cor do deus Osíris, rei dos mortos, e também à tonalidade do papiro. Nele, será possível desvendar aspectos ligados à magia e ao politeísmo dos egípcios, que acreditavam, inclusive, em deuses transfigurados em animais. Já o núcleo Eternidade, marcado por iluminação azul escura, aborda as tradições funerárias e a crença na vida após a morte, com os diferentes tipos de tumbas e rituais de mumificação. Além dos três núcleos, uma seção interativa inclui vídeo com reconstrução em 3D de monumentos da região.

Como visitar a exposição sobre o Egito do CCBB SP

  • Agende um horário pelo site da Eventin;
  • O funcionamento é as 9h às 17h, de quarta a segunda (fecha às terças). A entrada é gratuita;
  • Endereço: R. Álvares Penteado, 112, Centro, 3113-3651

*Com Estadão Conteúdo

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.