Com rotina de aglomerações nos ônibus de Campinas, prefeitura não dá prazo para colocar 100% da frota nas ruas


Secretário de Transportes do município diz que 51% dos passageiros estão usando o sistema e que a média é de 70% da frota em operação. Passageiros denunciam coletivos lotados em plena pandemia da Covid-19. Linhas de ônibus em Campinas têm problema de superlotação na região periférica
A rotina de ônibus lotados em determinadas regiões de Campinas (SP) tem sido encarada com falta de esperança pelos usuários do transporte público. Apesar de flagrantes de aglomerações constantes em plena pandemia da Covid-19, o secretário de Transportes da cidade, Carlos José Barreiro, não deu um prazo para que 100% da frota vá para as ruas.
Nesta segunda-feira (28), passageiros de diversos bairros contaram à EPTV, afiliada da TV Globo, sobre a falta de espaço, atrasos, as filas para entrar nos ônibus e até relataram a negativa de alguns motoristas em pegar mais passageiros, pois o transporte já se encontrava lotado.
“Em vez de colocarem mais ônibus, eles tiraram os ônibus depois da Covid. E eu nunca bati o ponto atrasado na minha vida, agora estou batendo.”, conta a auxiliar de limpeza Angélica Firmino.
No vídeo acima, veja flagrantes de situações de risco para os moradores de Campinas que dependem do transporte. O isolamento social é necessário para reduzir as chances de contágio do novo coronavírus. Até este domingo (27), 32.646 casos positivos foram registrados na cidade, sendo 1.225 mortes.
Passageiros se aglomeram para pegar ônibus em Campinas durante a pandemia da Covid-19
Reprodução/EPTV
O secretário de Transportes afirmou, apesar das constatações, que 51% dos passageiros que usam o sistema normalmente têm utilizado o serviço. Disse também que, em média, 70% da frota está nas ruas. Algumas linhas contam com 100% dos veículos somente em horários de pico, segundo ele.
“A nossa frota depende da região da cidade e da linha. Muitas linhas, nos seus horários de pico, já retornaram com 100% da frota. Algumas ainda não, porque não temos a quantidade de passageiros necessária para ter 100% da frota, mas as linhas estão sendo supridas com a demanda que está aparecendo e os ônibus estão sendo colocados para atender a população”, explicou.
Barreiro disse também que o monitoramento em tempo real segue em funcionamento, e permite que alterações sejam feitas no mesmo dia ou no dia seguinte.
PLAYLIST: veja vídeos deste e de outros assuntos na EPTV
Formas erradas e corretas de usar máscara de proteção contra o coronavírus
Arte/G1
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”