Comitê de Combate à Covid-19 mantém AC na faixa Amarela pela 5ª vez: ‘Não houve melhora’


Anúncio da permanência de faixa feito pela coordenação do Comitê ocorreu nesta sexta-feira (16) em coletiva por videoconferência. Estado está na faixa amarela desde o dia 5 de agosto. Comitê de Combate à Covid-19 mantém Acre na faixa Amarela pela 5ª vez consecutiva
Reprodução
O Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 manteve, pela quinta vez consecutiva, o Acre na faixa de atenção, representada pela cor amarela. Os representantes afirmaram, nesta sexta-feira (16), que não houve melhora significativa para que o estado possa avançar para a faixa de cuidado, na cor verde.
O estado está na faixa amarela desde o dia 5 de agosto, quando passou da fase de alerta, na cor laranja, para a atual fase. Esta é a oitava avaliação do pacto, feita entre os dias 27 de setembro e 10 de outubro em um período de duas semanas. A próxima avaliação deve ser divulgada no dia 30 de outubro.
“Durante esses 14 dias podemos, observar com relação às três regionais que não houve uma melhora, inclusive, algumas regionais tiveram piora. Então, mais uma vez, nos encontramos em bandeira amarela. Se observarmos que se isso é uma tendência de manutenção da bandeira amarela, significa que o comportamento, de uma maneira geral, não tem sido modificado. Sem grandes mudanças, não há possibilidade de melhora do cenário, então, chamamos atenção para esses dados para que a população possa entender que se não houver melhora na adoção de medidas, nós não teremos condição de migrar para a bandeira verde”, disse a coordenadora do Comitê, Karolina Sabino.
Nesta sexta, o estado registrou 29.598 casos confirmados de Covid-19, segundo o boletim da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre). O número de mortes subiu para 679, com mais dois óbitos.
Sem avançar de bandeira, ficam mantidas as mesmas medidas que já vêm sendo adotadas, com os mesmos segmentos de atividades e também com o mesmo percentual de público e de capacidade no ambiente.
“Pedimos ajuda de todos e compreensão, principalmente da população, porque só fazendo esse esforço conjunto, a gente vai logo chegar à faixa desejada por todos nós e ter a tranquilidade de trabalhar dentro dessa classificação de risco”, afirmou o secretário de Saúde, Alysson Bestene.
Liberação de parques e piscinas
No último dia 8 de outubro, o Comitê decidiu liberar a abertura de parques públicos, piscinas e casamentos ainda na fase amarela do Plano Acre Sem Covid.
Foram liberados também eventos corporativos, acadêmicos, técnicos e científicos, tais como congressos, simpósios, conferências, palestras, assembleias, workshops e seminários, bem como eventos comemorativos e sociais, tais como casamentos, aniversários e outros tipos de confraternizações realizados em igrejas, cerimoniais, restaurantes e buffets, desde que também sigam todos os protocolos.
As piscinas em academias de ginástica também foram liberadas e o uso do instrumento de sopro durante show ao vivo também, mas seguindo todas as regras.
O acesso a parquinhos infantis, quadras, espaços e a prática de atividades esportivas coletivas, ginásios, pistas de skate e correlatos continua proibido.
O que pode continuar aberto
Na fase amarela podem reabrir: restaurantes, bares, pizzarias, sorveterias e outros estabelecimentos similares com 50% da capacidade, teatros, cinemas e apresentações culturais, como também evento religiosos, com 30% da capacidade.
Lojas de móveis, eletrodomésticos, eletrônicos, comunicação, informática, áudio, vídeo e colchoarias podem continuar funcionando com todos os protocolos sanitários e aumentando a capacidade limitada de 30% para 60%, além de delivery e drive-thru.
O aumento da capacidade também é válido para lojas de materiais de construção, empresas e obras do ramo da construção civil e demais estabelecimentos como olaria, cerâmicas, serraria, marcenarias e marmorarias.
Feiras livres, comércios de rua, ambulantes e outros também seguem abertos seguindo as orientações de segurança. Para hotéis, shoppings, salões de beleza e motéis a capacidade de funcionamento também aumentou de 30% para 60%.
Uso de máscara é lei
No dia 14 de setembro, o governador Gladson Cameli sancionou a lei que prevê multa de R$ 74,47 para quem for encontrado sem máscara nas ruas. Nesta sexta, o infectologista Thor Dantas reafirmou que, mesmo avançando para a faixa verde, a população vai precisar seguir as medidas sanitárias como: uso de máscara, distanciamento, higienização das mãos e isolamento social.
VÍDEOS: Jornal do Acre 1ª
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”