Contra o preconceito, comunidade arrecada doações de Natal na comunidade do Bonfim, em São Luís


O projeto Amigos do Bonfim visa quebrar o preconceito contra os moradores da comunidade, criada com o intuito de conter a hanseníase no Maranhão. ‘Natal do Bonfim’ evento beneficia moradores desvalorizado e discriminados por habitarem na Colônia do Bonfim.
Divulgação/Amigos do Bonfim
Com a proximidade do Natal, a comunidade do Bonfim, localizada no bairro Vila Nova em São Luís, se prepara para mais uma edição do ‘Natal do Bonfim’. A ideia do evento é combater o preconceito que as pessoas têm com os moradores da antiga colônia.
Segundo o responsável pelo projeto, o professor Reginaldo Magalhães, o ‘Natal do Bonfim’ é uma oportunidade para que as pessoas possam participar e conviver com os moradores do Bonfim, quebrando as barreiras do preconceito.
“Acredito que através do Natal, da decoração que a praça do Bonfim recebe, da convivência das pessoas de fora com os moradores da colônia, adquirindo conhecimento sobre a hanseníase como forma de educação, essa barreira que distancia pessoas de fora com os moradores do Bonfim seja quebrada”, disse Reginaldo Magalhães.
Moradores e voluntários são responsáveis pela decoração natalina da Praça do Bonfim.
Divulgação/Amigos do Bonfim
A Colônia do Bonfim foi Criada com a função de conter o surto de ‘lepra’ (hanseníase) no estado do Maranhão. O local da construção do hospital foi estratégico, pois acreditava-se que a doença era transmitida pelo ar. Por esse motivo foi escolhida a comunidade do Bonfim, onde só se tinha acesso pelo mar, por ficar na outra margem do Rio Bacanga.
“A ideia do Natal do Bonfim surgiu a partir da Romaria do Trabalhador de 2019, quando após a caminhada da Romaria, várias pessoas se recusaram a entrar na Colônia e isso comoveu a todos, deixando bem clara a questão do preconceito”, lembra Reginaldo.
Reginaldo conta ainda, que um dos principais objetivos do projeto esse ano é conscientizar as pessoas sobre a hanseníase. De acordo com o professor, o preconceito ainda é grande porque muitas pessoas acreditam que se trata de uma doença contagiosa.
As luminárias estão sendo produzidas de forma artesanal pelos próprios moradores.
Divulgação/Amigos do Bonfim
Todo o trabalho de decoração do bairro é realizado com a ajuda de doadores e voluntários. Os preparativos para a decoração desse ano foram iniciados no fim do mês de julho. As luminárias estão sendo produzidas de forma artesanal pelos próprios moradores, assim como os arranjos de vergalhão em formato de anjos e o trenó do Papai Noel. A novidade desse ano será a nova árvore de Natal e um presépio feito de pano.
“Boa parte dos arranjos utilizados ano passado serão reaproveitados, mas alguns precisam ser trocados, porque com o passar do tempo foram se danificando. Estamos precisando muito de doações de novos pisca-piscas e bocais”, afirmou Reginaldo.
Os preparativos para a decoração desse ano foram iniciados no fim do mês de julho.
Reprodução/Amigos do Bonfim
O lançamento do Natal do Bonfim será dia 26 de novembro. Os interessados em ajudar podem entrar em contato com os organizadores através da página oficial ‘Amigos do Bonfim’ nas redes sociais.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.