Coronavírus: Decreto permite abertura de casas noturnas e atividades em espaços recreativos, em Foz do Iguaçu


Segundo a prefeitura, salão de danças e bailes estão autorizados mediante o cumprimento de regras sanitárias. Uso de brinquedos coletivos infantis também estão autorizados, inclusive, em shoppings. Casas noturnas podem retomar as atividades desde que cumpram com as medidas sanitárias, em Foz do Iguaçu
Marceli Marques
A Prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, autorizou a retomada das atividades em discotecas, danceterias, casas noturnas, salões de dança e bailes, a partir desta sexta-feira (30).
De acordo com o decreto, festas e bailes poderão ocorrer apenas em locais autorizados para isso. A liberação é válida desde que os estabelecimentos sigam as medidas sanitárias. Veja abaixo as regras.
Após reabertura da Ponte da Amizade, casos da Covid-19 aumentam em Foz do Iguaçu
A nova determinação também autoriza a utilização de espaços de recreação e de brinquedos coletivos infantis, inclusive, em shoppings centers.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, até esta sexta-feira, Foz do Iguaçu registrou 9.402 casos confirmados do novo coronavírus e 142 mortes pela Covid-19. A cidade conta com 441 casos ativos da doença.
Conforme o decreto, eventos sociais com aglomeração de pessoas e que tenham atividades com contato físico, como danças, continuam proibidos.
Competições esportivas, festas infantis, eventos culturais, festas em chácaras e condomínios permanecem vedados pelo município.
Regras sanitárias
Salões de dança e bailes
As atividades em casas noturnas poderão ser retomadas, exclusivamente, nos espaços licenciados com Certificado de Responsabilidade Sanitária, com o selo de ambiente protegido e que cumpram as regras sanitárias:
O espaço deve receber no máximo 50% da capacidade do público, prevista no projeto técnico de prevenção a incêndio e desastre do Corpo de Bombeiros;
Pista ou espaço de dança demarcada preferencialmente por fita, limitada a 25% da capacidade de público do local, desde que respeitando a lotação máxima de uma pessoa por metro quadrado;
A pista ou espaço de dança deverá ter um único local para entrada e saída de pessoas, devendo ocorrer higienização com alcool 70% na entrada e na saída dos clientes;
É obrigatório o uso de máscara durante a permanência na pista ou espaço de dança;
A distribuição de mesas deve respeitar o distanciamento de um metro e meio entre as mesmas
O organizador do evento será o responsável pelo cumprimento das regras sanitárias, da utilização de máscara e uso de álcool gel no local;
O cliente que não cumprir as normas deve arcar com a responsabilidade;
Recomenda-se que seja evitado o contato físico entre pessoas estranhas ou de diferentes núcleos familiares.
Espaços de recreação e brinquedos coletivos
É obrigatória a presença de um monitor ou recreador no local durante o funcionamento;
A limitação deve ser de 50% da capacidade de público;
Local deve disponibilizar álcool em gel;
Ambiente deve estar arejado com janelas abertas;
Piscinas de bolinhas devem ficar bloqueadas;
O local deve ser higienizado a cada hora.
Conforme as medidas sanitárias, nos locais recreativos, os pais e responsáveis devem ser entrevistados, na entrada, sobre a condição de saúde da criança e dos familiares.
Caso seja identificado qualquer sintoma respiratório da criança ou de qualquer familiar, deverá ser impedida a presença da criança no espaço de recreação e informado o plantão Coronavírus.
VÍDEOS: Vacina contra a Covid-19 no Paraná
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.