Corpo de João Alberto, morto após ser espancado em unidade do Carrefour, é velado em Porto Alegre


Homem negro foi espancado e morto por dois seguranças em uma unidade do supermercado Carrefour na noite de quinta-feira. Agressores foram presos em flagrante. Velório de João Alberto Freitas, morto em unidade do Carrefour em Porto Alegre
Tiago Guedes / RBS TV
O corpo de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, espancado e morto em uma unidade do supermercado Carrefour, começou a ser velado na manhã deste sábado (21) no Cemitério São João, na Zona Norte de Porto Alegre. O enterro está marcado para 11h30.
‘Ele pediu: Milena, me ajuda’, diz mulher de homem negro morto
Análise inicial aponta para asfixia como causa da morte
FOTOS: Veja imagens das manifestações pela morte de João Alberto
João Alberto foi morto por dois seguranças do supermercado na noite de quinta-feira (19). Segundo a polícia, a vítima teria feito um gesto para uma funcionária do mercado, o que a fez chamar a segurança do local.
Beto, como era conhecido, foi acompanhado pelos dois homens ao estacionamento da unidade. De acordo com a polícia, ele teria dado um soco em um dos seguranças, quando começaram as agressões. A vítima foi agredida por cerca de 5 minutos pelos dois homens.
A Samu foi acionada, mas ele morreu no local. Os dois homens foram presos em flagrante e devem responder por homicídio triplamente qualificado.
João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi espancado e morto por dois homens brancos em Porto Alegre.
Reprodução/Redes sociais
Initial plugin text
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.