Corpo encontrado às margens da PR-323 pode ser de mulher desaparecida desde 30 de setembro


Família diz que tatuagem nas costas do cadáver é a mesma que Suelen Cristina Minucelli Marco tinha. “Acredito que é ela”, disse a irmã da jovem. Família acredita que corpo encontrado em estrada é de Suelen Cristina Minucelli Marco
Arquivo pessoal
O corpo de uma mulher encontrado às margens da PR-323, em Paiçandu, no norte do Paraná, no domingo (18), pode ser de Suelen Cristina Minucelli Marco, que está desaparecida desde 30 de setembro. A família aguarda o resultado do exame da arcada dentária, mas acredita que seja da jovem por causa de uma tatuagem nas costas .
O corpo foi encontrado por um casal que parou o carro no acostamento da rodovia e, depois de descer do veículo, sentiu um cheiro forte. O corpo estava com perfurações na lateral do rosto e na cabeça.
Segundo a família, Suelen, que tem 32 anos, saiu de casa na madrugada do dia que desapareceu em um carro preto. Uma câmera registrou ela entrando no veículo. Depois disso, a jovem não voltou mais para casa.
Na manhã desta segunda-feira (19), a irmã de Suelen, Fernanda Marco, esteve no Instituto Médico-Legal (IML) para apresentar a documentação da arcada dentária da irmã, o corpo está em estado de decomposição.
“Pela tatuagem nas costas e pelo aparelho nos dentes acredito que seja a minha irmã, são iguais. Uma pessoa do IML também disse que o corpo tem dois anéis em um dos dedos, parece ser os que a minha irmã usava. Acredito que é ela”, disse.
Fernanda espera que a polícia descubra e prenda o autor do crime.
“Uns amigos dela contaram que ela estava sendo ameaçada de morte. Ela não falou nada para a família, mas nas últimas semanas estava muito nervosa, muito estressada. Alguém armou isso para ela”, concluiu.
Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.