Covid-19: Macrorregião Sudeste avança para a Onda Verde do ‘Minas Consciente’


Nova classificação passa a valer a partir do próximo sábado (17). Veja mais informações sobre a reunião semanal que ocorreu nesta quarta-feira (14). Nova atualização do Minas Consciente
Governo de Minas/Divulgação
A Macrorregião Sudeste, que integra cidades da Zona da Mata, avançou para a Onda Verde do programa “Minas Consciente”, após a reunião semanal realizada nesta quarta-feira (14) pelo Governo de Minas. A nova classificação passa a valer a partir do próximo sábado (17).
De acordo com o Estado, o avanço foi permitido após a região passar 28 dias na Onda Amarela e apresentar índices estáveis do novo coronavírus.
Já a macrorregião Leste do Sul não sofreu alteração e permanece na Onda Amarela. Já a Centro-Sul, também continua na Onda Verde.
As informações das microrregiões ainda não foram atualizadas pelo Governo de Minas até a última atualização desta matéria.
Macrorregião Sudeste
Veja os municípios da Macrorregião Sudeste que aderiram ao programa até o momento:
Além Paraíba
Andrelândia
Arantina
Argirita
Astolfo Dutra
Barão do Monte Alto
Belmiro Braga
Bias Fortes
Bicas
Bocaina de Minas
Bom Jardim de Minas
Brás Pires
Cataguases
Chácara
Chiador
Coimbra
Coronel Pacheco
Descoberto
Divinésia
Divino
Dona Eusébia
Dores do Turvo
Ervália
Estrela Dalva
Eugenópolis
Goianá
Guarani
Guarará
Guidoval
Guiricema
Itamarati de Minas
Juiz de Fora
Laranjal
Leopoldina
Liberdade
Lima Duarte
Mar de Espanha
Maripá de Minas
Matias Barbosa
Mercês
Miradouro
Miraí
Muriaé
Olaria
Orizânia
Pequeri
Piau
Pirapetinga
Piraúba
Presidente Bernardes
Recreio
Rio Novo
Rio Pomba
Rio Preto
Rochedo de Minas
Rodeiro
Santa Bárbara do Monte Verde
Santa Rita de Jacutinga
Santana de Cataguases
Santo Antônio do Aventureiro
Santos Dumont
São Francisco do Glória
São Geraldo
São João Nepomuceno
São Sebastião da Vargem Alegre
Senador Cortes
Senador Firmino
Silveirânia
Simão Pereira
Tabuleiro
Tocantins
Tombos
Ubá
Visconde do Rio Branco
Volta Grande
Entenda o que são as Ondas
Veja abaixo detalhadamente quais serviços podem funcionar em cada categoria, segundo o Governo de Minas.
Onda Vermelha
Nesta fase, está autorizada a abertura dos seguintes serviços:
Supermercados, padarias, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência;
Bares (somente para delivery ou retirada no balcão);
Açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros;
Serviços de ambulantes de alimentação;
Farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, lavanderias, pet shop;
Bancos, casas lotéricas, cooperativas de crédito;
Vigilância e segurança privada;
Serviços de reparo e manutenção;
Lojas de informática e aparelhos de comunicação;
Hotéis, motéis, campings, alojamentos e pensões;
Construção civil e obras de infraestrutura;
Comércio de veículos, peças e acessórios automotores.
Onda Amarela
Nesta fase, são permitidos:
Bares (consumo no local);
Autoescola e cursos de pilotagem;
Salão de beleza e atividades de estética;
Comércio de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo;
Papelaria, lojas de livros, discos e revistas;
Lojas de roupas, bijuterias, joias, calçados, e artigos de viagem;
Comércio de itens de cama, mesa e banho;
Lojas de móveis e lustres;
Imobiliárias;
Lojas de departamento e duty free;
Lojas de brinquedos;
Academias (com restrições);
Agência de viagem;
Clubes;
Bibliotecas, museus, galerias, arquivos (com restrições).
Parques estaduais, unidades de conservação, zoológicos e jardins (com restrições).
Onda Verde
A etapa menos restritiva permite as seguintes atividades:
Atividades artísticas, como produção teatral, musical e de dança e circo;
Cinemas, bibliotecas, museus, arquivos;
Parques, zoológicos e jardins;
Feiras, congressos, exposições, filmagens de festas, casas de festas, bufê;
Parques de diversão, discotecas, boliches, sinuca;
Bares com entretenimento (shows e espetáculos);
Serviços de colocação de piercings e tatuagens.
Initial plugin text
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”