Criança de três anos é morta pelo pai em Joinville, diz polícia

Antes de cometer homicídio e suicídio, homem teria pendurado bilhete na porta de casa para a mulher justificando crime, segundo Polícia Civil. Homem é suspeito de matar filho de três anos em Joinville
Um homem de 30 anos é suspeito de matar o filho de 3 anos e depois cometer suicídio em Joinville, no Norte catarinense, na tarde de sexta-feira (30). Segundo a Polícia Civil, o autor do homicídio teria pendurado um bilhete na porta de casa justificando o crime.
A ocorrência foi atendida pela Polícia Militar, por volta das 22h, na rua Olga Trusz Sboinski, no bairro Parque Guarani. Na casa, o corpo da criança foi encontrado pela mãe em um quarto com um corte no pescoço.
A faca usada no crime estava ao lado do menino. Já o corpo do pai estava na lavanderia.
Segundo o delegado Rafaello Ross, titular da Divisão de Investigação Criminal (DIC) da cidade, a mulher não conseguiu entrar em casa e pediu a ajuda dos vizinhos para abrir a porta. Nesse momento, a jovem de 22 anos leu o bilhete, foi até o quarto e viu a criança.
“Ela saiu correndo para rua, até porque achou que ele até poderia ter fugido. Os vizinhos que encontraram ele na lavanderia da residência”, disse.
O caso é tratado inicialmente como homicídio seguido de suicídio. A investigação vai aguardar os laudos periciais para concluir o inquérito. O Instituto Geral de Perícias (IGP) e o Instituto Médico Legal (IML) também estiveram no local.
Investigações
Conforme os depoimentos iniciais da polícia, o casal estava em união estável há cerca de cinco anos e tinham um filho. Na última semana a mulher havia pedido para se separar.
“Ela tava pedindo para ele sair de casa. Ele não trabalhava e não ajudava no sustento, o que deixou o casal em crise. E ela pediu para ele sair de casa durante a semana. Aí então ele cometeu esse ato”, afirmou o delegado.
Veja os vídeos do NSC Notícias
Veja outras notícias do estado no G1 SC
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.