Debate eleitoral nos EUA terá microfone desligado para evitar interrupções

A comissão que organiza debates presidenciais nos Estados Unidos anunciou uma mudança nas regras do próximo confronto, e Donald Trump protestou. Comissão que organiza debates presidenciais nos EUA anuncia mudança nas regras
A comissão que organiza debates presidenciais nos Estados Unidos anunciou uma mudança nas regras do próximo confronto, e Donald Trump protestou.
O presidente viajou nesta terça-feira (20) para mais um dos estados decisivos na eleição: a Pensilvânia. O estado é palco de várias batalhas judiciais entre os partidos Democrata e Republicano por causa do voto pelo correio.
Na segunda-feira (19), uma decisão da Suprema Corte autorizou que o estado conte os votos que chegarem pelo correio até três dias depois da data oficial da eleição, que é três de novembro. Uma derrota para o partido do presidente.

Já o candidato do Partido Democrata, Joe Biden, tirou o dia para se preparar para o segundo e último debate, marcado para quinta-feira (22).
Na noite de segunda, a comissão que organiza os debates anunciou que enquanto um candidato estiver respondendo uma pergunta, o microfone do outro vai ficar desligado durante dois minutos. Biden e Trump concordaram e confirmaram que vão participar, mas o presidente fez questão de dizer que considerou a decisão injusta.
No primeiro debate, foi difícil ouvir as respostas completas. Foram 93 interrupções, 71 feitas por Trump, impedindo que o adversário falasse.
O debate deve ser fundamental para convencer os indecisos. Há expectativa de que esta eleição tenha recorde de participação. A estimativa é que 30 milhões de pessoas já tenham votado, pelo correio ou pessoalmente.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.