Deputado de SC é flagrado criticando desembargadores em mensagens durante tribunal de julgamento de impeachment


Kennedy Nunes (PSD) é relator do processo de impeachment contra Carlos Moisés (PSL) no Tribunal de Julgamento. Mensagens mostram clima tenso e sensação de contrariedade Equipe da NSC TV flagra mensagens do relator Kennedy Nunes
O deputado estadual Kennedy Nunes (PSD), relator do processo de impeachment contra Carlos Moisés (PSL) no Tribunal Especial de Julgamento, foi flagrado em troca de mensagens com críticas aos desembargadores que compunham o tribunal, durante a sessão que determinou o afastamento do governador por 180 dias. As imagens foram feitas pelo cinegrafista Fabiano Souza da NSC TV e exibidas no Jornal do Almoço.
Imagens mostram deputado estadual usando o termo “Mafia da toga” em resposta a uma mensagem sobre os desembargadores
Fabiano Souza/NSC TV
c
Na conversa, Keneddy aparece conversando com alguém em um aplicativo. Em uma das mensagens enviadas por ele, o deputado fala em “máfia da toga” em resposta a uma mensagem recebida cujo tema são os desembargadores. Em seguida, a pessoa com quem ele conversa chama Moisés de “traíra”.
Mensagem foi enviada pelo deputado estadual Keneddy Nunes sexta-feira durante sessão do Tribunal do Impeachment
Fabiano Souza/NSC TV
Depois, em um grupo, as imagens mostram o deputado enviado a seguinte mensagem: “O direito é bem mais sujo que a política”.
Em outro momento, quando a votação estava empatada em 4 votos contra e 4 votos favoráveis ao afastamento, um contato do deputado envia uma mensagem se referindo ao segundo processo de impeachment contra Moisés, que tramita na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc):”Se escapar dessa, na outra deve cair”, diz.
Keneddy responde a mensagem dizendo “Não creio em mais nada”.
Keneddy Nunes foi flagrado criticando desembargadores por mensagens durante sessão do Tribunal do Impeachment
Fabiano Souza/NSC TV
Veja os vídeos do Jornal do Almoço
Veja mais notícias do estado no G1 SC
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.