DF inicia semana com previsão de calor recorde

Segundo Inmet, termômetros podem ultrapassar máxima de 35,5°C registrados em 19 de setembro.Umidade do ar deve chegar a 12%; ideal, segundo OMS, é 60%. Céu aberto na área centro do Plano Piloto, em Brasília
TV Globo/Reprodução
O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê que o Distrito Federal atinja as temperaturas mais altas do ano entre esta segunda (28) e terça-feira (29). O índice mais alto de 2020, até agora, ocorreu em 19 de setembro, quando a subestação do Gama registrou 35,5ºC.
Veja aqui a previsão do tempo completa
Incêndio atinge área de proteção ambiental do Palácio do Jaburu, em Brasília
“Há chances de algumas áreas do DF ultrapassarem os 35ºC nesta tarde e passar desse valor. A umidade também deve ficar baixa, menos de 12%”, diz o Inmet.
O índice de umidade considerado ideal pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é de 60%. Segundo o meteorologista Olinto Bahia, o DF está em alerta vermelho, que significa ‘grande perigo’.
Ele explica que uma massa seca, no Centro-Oeste, atinge a capital do país. “A situação extrema, de umidade baixa e temperaturas altas, deve permanecer até terça. A temperatura deve cair de dois a três graus a partir de quarta-feira”, disse Bahia.
“A chance de chuva é nula, pelo menos, até domingo (4)”, afirma o meteorologista.
Segundo ele, na próxima semana será possível avaliar se há novas possibilidades de chuva.”Mas, climatologicamente, ela só deve voltar com mais frequência na segunda quinzena de outubro”, afirma.
Recordes
Céu aberto na área centro do Plano Piloto, em Brasília
TV Globo/Divulgação
Apesar do calor em setembro, os recordes na capital, na série histórica do Inmet, ocorreram em outubro. De acordo com o instituto, a temperatura mais alta já registrada no DF foi de 37.3ºC, em Águas Emendadas, em Planaltina, no dia 15 de outubro de 2017.
Já no mês de setembro, o recorde foi atingido no ano passado, com 36.2ºC, também na subestação de Águas Emendadas.
Orientações
Com o estado de alerta, a Defesa Civil faz uma série de orientações para minimizar os impactos da baixa umidade relativa do ar. São elas:
Lavar as mãos com frequência
Usar máscaras de proteção facial
Evitar aglomerações
Manter a hidratação
Aplicar soro fisiológico no nariz e nos olhos para evitar ressecamento
Usar chapéus e óculos escuros para se proteger do sol.
Evitar queima de lixo que podem provocar incêndios
VÍDEOS: G1 em 1 Minuto Distrito Federal
Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”