Dia de Finados: por causa da pandemia, cemitérios do DF recomendam que homenagens sejam feitas em casa


Arquidiocese de Brasília também decidiu não realizar missas presenciais nos cemitérios. Feriado é na segunda-feira, 2 de novembro. Cemitério do Distrito Federal, em imagem de arquivo
Toninho Tavares/Agência Brasília
Por causa da pandemia do novo coronavírus, a administração dos cemitérios do Distrito Federal recomenda que no próximo Dia de Finados as famílias prestem homenagens aos parentes mortos em casa. O objetivo é respeitar o distanciamento social.
Coronavírus: cemitérios do DF restringem cerimônias a 10 pessoas por vez nos velórios
Enterros no DF batem recorde em agosto e crescem 81% em relação a 2019
‘Fique em casa, não queremos você aqui’, diz faixa em cemitério da Asa Sul
A data, 2 de novembro, costuma reunir milhares de pessoas. A empresa Campo da Esperança, responsável pelos seis cemitérios do Distrito Federal, disse que os locais estarão abertos à visitação, no entanto, serão adotadas medidas de segurança para impedir aglomerações (saiba mais abaixo).
A Arquidiocese de Brasília também decidiu não realizar missas presenciais nos cemitérios. “Para evitar o contágio pela Covid-19, não haverá qualquer tipo de celebração”, diz a Arquidiocese.
Os velórios e sepultamentos ocorrerão normalmente.
Medidas de segurança e regras para visitação
Entrada do cemitério Campo da esperança, na Asa Sul, em Brasília
Marília Marques/G1
Além da segurança diária dos cemitérios, segundo a concessionária, haverá reforço de funcionários. Nas áreas externas, o controle ficará sob responsabilidade da Secretaria da Segurança Pública, da Secretaria de Justiça, do DF Legal, das administrações regionais, das Polícias Militar e Civil, do Corpo de Bombeiros, do Detran e do DER.
Mesmo com a recomendação para que as pessoas prestem homenagens em casa, a Campo da Esperança adotou as seguintes medidas para quem quiser ir até os cemitérios:
Uso de máscara obrigatório em toda a área do cemitério, e ela deve cobrir o nariz e a boca
Não será permitida a presença de vendedores ambulantes no interior dos cemitérios
Banheiros serão limpos com maior frequência
Não serão distribuídos copos descartáveis para consumir água nos bebedouros
Os portões serão abertos uma hora mais cedo, às 7 horas, e fechados uma hora mais tarde, às 19 horas. O atendimento ao público também será estendido e vai funcionar das 7h30 às 18 horas.
Como será a entrada dos visitantes
Concessionária anuncia mudanças nos cemitérios do DF para o feriado de finados
A Campo da Esperança administra os cemitérios da Asa Sul, de Taguatinga, do Gama, de Sobradinho, de Planaltina e de Brazlândia. O acesso de veículos às unidades vai ser modificado no feriado.
Em Planaltina e em Brazlândia nenhum automóvel será autorizado a entrar. Segundo a concessionária, “não há espaço suficiente para a circulação”.
Na Asa Sul, em Taguatinga, no Gama e em Sobradinho só poderão acessar a área interna os veículos com autorização de vaga especial ou de pessoa com deficiência, emitida pelo Detran.
Mortos famosos atraem ‘peregrinos’ ao cemitério de Brasília
Campo da Esperança tem espaços para sepultamento de judeus e muçulmanos, na Asa Sul
O acesso de pedestres será pelos portões principais de cada cemitério. Na Asa Sul, haverá dois portões abertos: o principal, ao lado do templo da LBV; e o do Parque da Cidade, em frente ao Estacionamento 6.
Nas outras cinco unidades há apenas uma entrada. Todas estarão sinalizadas e serão fiscalizadas pelos órgãos de trânsito.
Leia outras notícias da região no G1 DF.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.