Dois jovens são presos suspeitos de atropelar e matar a tiros adolescente e homem às margens da GO-206, em Quirinópolis


Polícia acredita que motivação seja uma briga durante festa na noite anterior ao crime. Os dois suspeitos ficaram em silêncio durante o depoimento. Dois homens são encontrados mortos às margens da GO-206, em Quirinópolis, Goiás
Reprodução/TV Anhanguera
Dois jovens foram presos suspeitos de atropelar e matar a tiros o adolescente Gerson Damasceno dos Santos, de 16 anos e Reinaldo Lopes de Souza, 43, às margens da GO-206, em Quirinópolis, na região sul de Goiás. A polícia acredita que a motivação tenha sido uma briga durante uma festa na noite anterior ao crime. Os dois suspeitos ficaram em silêncio durante o depoimento.
Conforme a delegada Simone Casemiro, responsável pelo caso, as vítimas e os suspeitos estavam em uma festa em uma chácara fora da cidade, onde teriam tido uma desavença – por motivo ainda desconhecido. A delegada disse ainda que as vítimas estavam em uma moto e foram perseguidas pelos suspeitos assim que deixaram o local. .
“No caminho, jogaram o carro contra as duas vítimas atropelando elas. Neste momento, acabaram perdendo o controle do carro que ficou atolado. Eles desceram e viram as vítimas no chão, atiraram contra elas e fugiram deixando o carro no local”, conta a delegada.
As prisões aconteceu na última quinta-feira (15). A justiça já havia decretado a prisão preventiva dos dois suspeitos. Na ocasião, a polícia conseguiu cumprir o mandado contra um suspeito de 18 anos. O outro jovem, de 25, se apresentou espontaneamente à polícia, na mesma data, e foi preso.
Como os nomes dos suspeitos não foram divulgados, o G1 não conseguiu contato com a defesa deles.
O caso aconteceu na madrugada de sábado (10). De acordo com a Polícia Militar, uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para atender um acidente na rodovia, mas quando chegaram no local perceberam que poderia se tratar de um homicídio e acionaram a polícia.
A corporação informou ainda que chegou aos dois suspeitos após ouvir testemunhas e o dono do carro usado no crime. Ao fim das investigações, os jovens devem responder pelo por duplo homicídio
Carro usado no crime teria sido emprestado em troca de drogas, diz polícia
No dia do crime, um homem, que não teve o nome nem a idade divulgados, foi preso e conduzido ao presídio de Quirinópolis suspeito de participar do crime. De acordo com o delegado plantonista Rafael Gonçalves do Carmo, este homem havia sido identificado como proprietário do carro e tinha dado três versões diferentes do que aconteceu à polícia.
“Ele deu versões diferentes sobre o que aconteceu. Para a PM ele falou de um jeito e durante o interrogatório na delegacia, ele disse que havia emprestado o carro para duas pessoas e que, durante a madrugada, ele recebeu uma ligação pedindo para que ele assumisse a autoria do acidente que, na verdade, não era acidente”, disse o delegado.
A delegada Simone Casemiro informou ao G1, na manhã desta sexta-feira (16), que o homem havia emprestado o carro para os suspeitos em troca de drogas. Ela disse ainda que ele teria passado toda a noite usando os entorpecentes e que, por isso, havia dado versões confusas quando foi preso em flagrante.
A delegada contou que vai colher novos depoimentos do dono do carro para comprovar se ele, de fato, não teve envolvimento com o crime. Após isso, o inquérito será concluído e enviado à Justiça. Caso seja comprovado que o dono do veículo não teve envolvimento, o magistrado deverá revogar a prisão preventiva dele.
Como o nome do suspeito não foi divulgado pelas autoridades policiais, a reportagem não conseguiu localizar a defesa dele.
Carro usado no crime era emprestado e ficou atolado no local, em Quirinópolis
Reprodução TV Anhanguera
Veja outras notícias da região no G1 Goiás.
Vídeos: últimas notícias de Goiás
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”