E agora, Trump? Justiça dos EUA deve manter decisão que impede banimento do WeChat

Atualização (16/10/20) – JB

Apesar do Departamento de Justiça recorrer da decisão que impediu que o governo Trump bloqueie o WeChat, a juíza do caso sinalizou que não deve voltar atrás. Além disso, Laurel Beeler, declarou em audiência que qualquer novo pedido do governo não vai mudar o resultado proferido pela corte.

Com isso, a magistrada praticamente sinaliza que seus colegas do Tribunal do novo circuíto também devem impedir a ação do Departamento de Comércio. Ou seja, o WeChat não poderá ser removido das lojas Google Play Store e Apple App Store.

Clique aqui para ler mais

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.