Eleição inflada

Tijucas deve ter um recorde de candidatos a prefeito nestas eleições. Se nada mudar, serão cinco postulantes ao cargo máximo do município no pleito que se avizinha. Nas últimas décadas, a disputa sempre foi polarizada em duas opções, e, no máximo, apresentou uma terceira — sempre com expressão e favoritismo reduzidos.

Dentre as candidaturas que vinham sendo trabalhadas nas bases, o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), a vereadora Fernanda Melo (MDB) e o empresário Thiago Peixoto dos Anjos (PDT) nunca foram dúvidas; e confirmaram as previsões. As incertezas eram o vice-prefeito Adalto Gomes (PL), que pretendia representar o projeto governista, e o suplente de vereador Sidney Machado (PSC), que tem estrutura enxuta e um grupo modesto — em comparação aos demais — de apoiadores.

Gomes e Machado, entretanto, já garantiram participação no certame. O adjunto tijuquense traçou um plano paralelo, apresentou oficialmente o advogado Fernando Rodrigues (PL) como companheiro de chapa e já vem divulgando material de campanha; e o suplente de vereador assegura que, mesmo sem a mass media dos rivais, vai concorrer à prefeitura “com certeza” de braços dados com o pastor evangélico Wesley Paiva (PSC).

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”