Eleições 2020: plano de governo dos candidatos a prefeito de Vitória


Treze candidatos concorrem à Prefeitura da capital capixaba. O G1 resume os principais pontos das propostas de governo dos candidatos a prefeito de Vitória nas eleições de 2020. Veja abaixo (os nomes estão em ordem alfabética):
Capitão Assumção (Patriota)
Capitão Assumção, candidato a prefeito pelo Patriota
Reprodução/TV Gazeta
Número de páginas: 51
Resumo: O objetivo do candidato é “formar um governo técnico, composto de homens e mulheres honestos e que estejam preocupados unicamente com as necessidades da população e em trazer melhorias para a qualidade de vida da população de Vitória”. Os valores defendidos são família, pátria, liberdade individual, trabalho, livre mercado, meritocracia, eficiência na gestão pública e princípio amplo de segurança pública.
Veja a íntegra do plano de governo
Coronel Nylton (Novo)
Coronel Nylton, candidato a prefeito pelo Novo
Reprodução/TV Gazeta
Número de páginas: 27
Resumo: O plano de governo do candidato foi elaborado a partir de pesquisas, diálogos e debates realizados nos últimos meses. O plano é apresentado como “consistente, realista e, ao mesmo tempo, ousado para iniciar uma nova história”. Os princípios defendidos pelo candidato são foco no essencial, equidade, liberdade, responsabilidade, eficiência, simplificar, transparência e meritocracia.
Veja a íntegra do plano de governo
Delegado Pazolini (Republicanos)
Delegado Pazolini, candidato a prefeito pelo Republicanos
Reprodução/TV Gazeta
Número de páginas: 26
Resumo: Os valores do candidato são combate à criminalidade e à impunidade; educação transformadora e de qualidade; gestão moderna, inteligente e eficiente; planejamento de curto, médio e longo prazo; transparência e austeridade; cuidado com o meio ambiente; criação de uma cidade empreendedora, inovadora e conectada com os mercados mundiais; fim dos privilégios; e fim das indicações políticas sem a comprovada experiência e capacidade técnica.
Veja a íntegra do plano de governo
Eron Domingos (PRTB)
Eron Domingos, candidato a prefeito pelo PRTB
Divulgação/TSE
Número de páginas: 4
Resumo: O plano de governo do candidato é dividido em temas principais: gestão (com três propostas); saúde (sete propostas); geração de emprego (duas propostas); educação (nove propostas); segurança (oito propostas); mobilidade urbana e acessibilidade (cinco propostas); lazer, cultura, turismo e empreendedorismo (14 propostas); meio ambiente (sete propostas); social (seis propostas); e auditoria e finanças (quatro propostas).
Veja a íntegra do plano de governo
Gandini (Cidadania)
Gandini, candidato a prefeito pelo Cidadania
Ellen Campanharo/Ales
Número de páginas: 99
Resumo: O objetivo do plano é manter as conquistas que já foram alcançados em Vitória e avançar “rumo a um novo tempo” para fazer a cidade ser reconhecida como a melhor capital do país. Segundo o texto, o plano é uma obra colaborativa, que nasceu no Movimento Vozes de Vitória com o objetivo de ouvir cidade e colher sugestões sobre “os avanços que queremos, o futuro que planejamos e a cidade que sonhamos viver”.
Veja a íntegra do plano de governo.
Gilbertinho Campos (PSOL)
Gilbertinho Campos, candidato a prefeito pelo Psol
Reprodução/TV Gazeta
Número de páginas: 59
Resumo: Plano tem como concepção geral as questões de gênero e raça. Ideias norteadoras são moradia digna e direito à cidade, investimentos públicos nas periferias e favelas, controle sobre o orçamento, cidade antirracista, mobilidade urbana, meio ambiente como bem comum, saneamento como direito humano, pela vida e direito das mulheres nas cidades, pelo acesso à cultura urbana, segurança cidadã, saúde pública e universal e livre expressão sexual.
Veja a íntegra do plano de governo
Halpher Luiggi (PL)
Halpher Luiggi, candidato a prefeito pelo PL
Reprodução/TV Gazeta
O plano de governo do candidato não está disponível do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
João Coser (PT)
João Coser, candidato a prefeito pelo PT
Reprodução/TV Gazeta
Número de páginas: 26
Resumo: Segundo o texto, o plano é organizado em cinco grandes pilares. Os objetivos estratégicos são construir a Vitória da participação e da eficiência; dos direitos; da paz; da inovação e do trabalho; e sustentável e inclusiva. O plano diz que a cidade exige capacidade técnica, criatividade, sensibilidade e forte compromisso com a população, em especial a mais vulnerável.
Veja a íntegra do plano de governo
Mazinho (PSD)
Mazinho, candidato a prefeito pelo PSD
Reprodução/TV Gazeta
Número de páginas: 70
Resumo: O texto é pautado em 11 temas. Os temas são desenvolvimento econômico; educação; mobilidade urbana; saúde; segurança; infraestrutura e obras; gestão pública; assistência social; turismo; meio ambiente e lazer. Segundo o plano, os temas foram debatidos por 60 pessoas divididas em grupos temáticos.
O plano de governo do candidato não está disponível do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas foi disponibilizado pelo candidato ao G1.
Namy Chequer (PCdoB)
Namy Chequer, candidato a prefeito pelo PCdB
Reprodução/TV Gazeta
Número de páginas: 12
Resumo: O programa consiste em um eixo central que se divide em duas partes. A primeira trata do estímulo a recuperação econômica e ao reestabelecimento do emprego e renda no curto prazo de inspiração nas propostas do PCdoB no resto do país. A segunda propõe uma agenda estruturante de médio prazo referenciada nas demandas sociais crônicas da cidade para o quadriênio 2021-2024.
Veja a íntegra do plano de governo
Neuzinha (PSDB)
Neuzinha Oliveira, candidata a prefeita pelo PSDB
Divulgação/PSDB
Número de páginas: 14
Resumo: O plano foi elaborado a partir de diálogos, pesquisas e reuniões e está dividido em 14 assuntos: saúde; educação, esporte e lazer; segurança e ordem pública; transporte e mobilidade; transparência e participação; meio ambiente e sustentabilidade; idoso e cidadania; pessoa com deficiência; cidade conectada; mulher; trabalho, comércio e empreendedorismo; desenvolvimento econômico, finanças e orçamento; e cultura.
Veja a íntegra do plano de governo.
Raphael Furtado (PSTU)
Raphael Furtado, candidato a prefeito pelo PSTU
Reprodução/TV Gazeta
Número de páginas: 8
Resumo: O plano apresenta propostas para educação; saúde; habitação e mobilidade urbana; cultura e esporte; e ciência. De acordo com o texto, para viabilizar as propostas é “necessário construir uma sociedade completamente diferente” que só será possível com a mais ampla organização da classe trabalhadora, “através de muita luta, para construir uma sociedade socialista”.
Veja a íntegra do plano de governo.
Sérgio Sá (PSB)
Sergio Sá, candidato a prefeito pelo PSB
Reprodução/TV Gazeta
Número de páginas: 11
Resumo: O plano traz propostas para desenvolvimento econômico, empreendedorismo, geração de emprego e renda; educação; segurança pública; saúde; turismo; economia criativa; inovação e tecnologia; infraestrutura (urbanização, saneamento, habitação e regularização fundiária); meio ambiente e sustentabilidade; mobilidade urbana; esporte; cultura; gestão pública; participação popular; cidadania e direitos humanos, bem estar animal, assistência social; e política para criança e adolescente.
Veja a íntegra do plano de governo.
Funciona Assim: O que faz o prefeito?
Vídeos: Funciona Assim – Eleições 2020
Initial plugin text
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”