Eleições em Blumenau: veja entrevistas com Mário Hildebrandt e João Paulo Kleinubing


Candidatos disputam segundo turno na maior cidade do Vale do Itajaí. Políticos foram entrevistados pelo Jornal do Almoço. Candidatos Mário Hildebrandt e João Paulo Kleinubing
Montagem/Reprodução/NSC TV
Os candidatos que disputam em segundo turno o cargo de prefeito de Blumenau, no Vale do Itajaí, falaram sobre suas campanhas e planos para a cidade em entrevistas à NSC TV. Mário Hildebrandt (Podemos) conversou com a equipe do Jornal do Almoço na segunda-feira (16) e João Paulo Kleinubing (DEM), na terça (17).
No domingo (15), Hildebrandt recebeu 68.222 votos, o que representa 42,53% do total. Kleinubing obteve 24.957 votos, o que representa 15,56% do total de votos.
Blumenau terá segundo turno entre Mário Hildebrandt e João Paulo Kleinubing
Veja os candidatos a vereador eleitos em Blumenau
Veja os planos de governo de Hildebrandt e de Kleinubing
Confira abaixo as entrevistas na íntegra em vídeo, além de algumas das propostas apresentadas pelos candidatos. Cada um teve 15 minutos para falar no Jornal do Almoço.
Mário Hildebrandt
JA entrevista o primeiro colocado no 1º turno de Blumenau, Mário Hildebrandt, do Podemos
O candidato comentou a situação da espera por vaga nas creches municipais.
“Nós já reduzimos a fila de espera em creche. Quando eu assumi, tinham cerca de 5 mil crianças na fila de espera em creche. Hoje, são 2,3 mil crianças em espera. É importante destacar aqui que nós estamos começando essa semana o chamamento de 3 mil vagas abertas de creche, então chegaremos muito próximo a zero crianças esperando. Vamos fazer isso com cinco novas unidades de creche que estão ficando prontas, além disso, com a compra de mais de 2 mil vagas de creches na iniciativa privada, que nós já começamos. Não são promessas de que nós vamos fazer, nós estamos pensando, nós já estamos fazendo”.
Hildebrandt também falou sobre o combate à Covid-19. Ele afirma que a situação da epidemia em julho era diferente da atual.
“Temos um mapa de restrições que não havia e nós também temos um outro ponto importante aqui, que é ocupação de leitos de UTI [Unidade de Terapia Intensiva] abaixo do que tínhamos lá no mês de julho. Estávamos no mês de julho com 100% de ocupação, 98 a 100% de ocupação dos leitos de UTI. Nós estamos com um pouco mais que 30% de ocupação. Naquela época, não havia leitos de UTI no Alto Vale do Itajaí. Hoje, nós temos leitos de UTI no Alto Vale para Covid, mais de 20 leitos. Naquela época, nós tínhamos 100% de ocupação dos leitos de UTI da Foz do Rio Itajaí. Hoje não temos isso, nós estamos também abaixo da média. Então, tem um cenário completamente diferente”.
Nas considerações finais da entrevista ao Jornal do Almoço, o candidato destacou a continuação da atual gestão.
“Nós temos a certeza de que, comigo e com a Maria [Regina, candidata a vice-prefeita], Blumenau vai andar para frente, não vai voltar para trás, com ações, com resultado, com transformação na vida das pessoas. E essa transformação que eu fiz ao longo dos dois anos e meio à frente da Prefeitura de Blumenau teremos nos próximos quatro anos”.
João Paulo Kleinubing
JA entrevista o segundo colocado no 1º turno de Blumenau, João Paulo Kleinübing, do DEM
O candidato afirmou que é preciso ter tecnologia para o serviço do transporte coletivo de Blumenau.
“Vamos utilizar o telefone celular para comprar passagem. Não se pode mais utilizar dinheiro dentro do ônibus. Vamos discutir com seriedade a instalação de ar-condicionado dentro dos ônibus. É preciso trazer conforto pro usuário que está utilizando o nosso sistema. E esse conforto, numa cidade como Blumenau, precisa do ar-condicionado. Nós temos que encarar com seriedade essa questão, assim como já tive oportunidade de fazer com a questão dos corredores, a estação de pré-embarque, nós queremos voltar a fazer essa discussão. Infelizmente, houve muito retrocesso na questão dos ônibus. Esse modelo que está aí, de uma única empresa cobrando tarifa e prestando o serviço, ele não funciona mais, ele não oferece qualidade para o sistema”.
Kleinubing também criticou a atual gestão em relação às creches e falou como vai conseguir verba para mudar a situação.
“O dinheiro tem que sair primeiro reduzindo investimento em publicidade, que foi feita em excesso no ano passado. É de lá que vai sair o dinheiro. A prefeitura tem que escolher quais são as suas prioridades. A prioridade maior é a educação, ainda mais nesse momento de pandemia. As aulas precisam retornar. É preciso ter um plano coerente para recuperar o que essas crianças não conseguiram aprender ao longo desse ano. Eu sou pai. Tenho duas crianças que estão aqui estudando online, eu vejo a dificuldade e o sofrimento que elas têm. As escolas precisam voltar no ano que vem com plano coerente de retorno às aulas”.
Nas considerações finais da entrevista, o candidato afirmou que o segundo turno traz uma oportunidade para o eleitor comparar os dois políticos.
“É o momento de nós compararmos a história e a experiência de cada um, as propostas que cada um tem para a cidade para se fazer a escolha. Por isso que eu espero, ao longo dos próximos 10 dias, discutir e debater profundamente a cidade e os desafios que nós teremos pelo próximo ano”.
VÍDEOS: eleições 2020 em Santa Catarina
Veja mais notícias do estado no G1 SC
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.