Elza Soares requenta ‘Comida’ com Titãs em fogo brando


Letra da música lançada pela banda em 1987 faz ainda mais sentido no Brasil de 2020. Capa de ‘Comida’, single de Elza Soares e Titãs
Divulgação
Resenha de single
Título: Comida
Artistas: Elza Soares e Titãs
Compositores: Arnaldo Antunes, Marcelo Fromer e Sergio Brito
Edição: Deck
Cotação: * * *
♪ Aos 90 anos, Elza Soares tem fome de trabalho e justiça social. Incansável, a cantora carioca requenta Comida (Arnaldo Antunes, Marcelo Fromer e Sergio Brito, 1987) em single gravado com os Titãs – atualmente um trio reduzido a Branco Mello, Sergio Britto e Tony Bellotto – e com produção musical de Rafael Ramos.
Elza cogitou incluir no álbum Planeta fome (2019) um registro integral dessa composição lançada pela banda paulistana Titãs – então no auge da produção artística – no álbum Jesus não tem dentes no país dos banguelas (1987). Contudo, no decorrer do processo de gravação de Planeta fome, a artista acabou optando por dar voz somente aos versos “Você tem fome de quê? Você tem sede de quê?” no arremate do disco produzido pelo mesmo Rafael Ramos.
Um ano e um mês após Planeta fome entrar em órbita, em setembro de 2019, Elza oferece Comida em registro mais farto. A letra desse rock dos Titãs faz ainda mais sentido no Brasil de banguelas famintos de 2020 – em que a expressão artística vem sendo minimizada nas esferas oficiais – do que no Brasil já desnorteado de 1987.
Se em 2020 “a gente quer saída para qualquer parte”, como já bradavam os Titãs em 1987 em versos da letra questionadora, Comida precisa continuar a ser servida. Nada apaga a gravação original dos Titãs. Mas também nada desmerece o esforço de Elza Soares ao pôr em Comida o próprio tempero, dentro das limitações vocais impostas pelos bravos 90 anos da artista.
Nesse bom prato preparado pelo chef Rafael Ramos, a guitarra incisiva de Bellotto se harmoniza com toques eletrônicos sem dar sabor modernoso a Comida. Mesmo em fogo brando, a letra continua no ponto.
Um clipe dirigido pelo fotógrafo Marcos Hermes – produzido remotamente entre julho e agosto de 2020 – entrou em rotação juntamente com o single na sexta-feira, 23 de outubro, para reforçar o recado de Elza e dos Titãs em Comida. “A gente quer prazer para aliviar a dor”.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.