Em tempos de pandemia até as comemorações de Natal precisaram ser reinventadas

Todos os anos nesta mesma época, como tradição, o Colégio Salvatoriano Nossa Senhora de Fátima, no Estreito, faz a montagem do presépio no pátio interno. Ele é visitado por todas as turmas que vão até lá contemplá-lo, fazer suas preces e também refletir sobre
o profundo significado desse símbolo de vida e esperança para os católicos. Em 2020, o Natal, assim como todas as outras atividades escolares, precisou ser diferente. E desta vez a representação do nascimento de Jesus foi montada na frente da entrada principal do
colégio, visível para todos que passam na rua e uma forma especial de convite para que as famílias também venham até a instituição. O Natal é também um momento de união e partilha. Com essa visão cristã e humanitária os estudantes, familiares e a comunidade em geral estão sendo motivados a levar até a escola uma cesta básica que será destinada a famílias carentes. As doações devem estar higienizadas e podem ser entregues em horário comercial, na portaria do colégio, por  um familiar, de máscara, cumprindo-se todos os protocolos de segurança.

Para o diácono Ricardo Marques, coordenador da Pastoral Escolar do colégio, o Natal é o momento que floresce o amor nas pessoas e esse é o principal objetivo de trazer o presépio para o ar livre e pedir as doações. “Precisamos levar uma mensagem de paz a todos, ajudar os necessitados e lembrar que apesar dos estudantes não estarem de forma
presencial, eles são o coração do colégio e devem ser a presença amorosa e fraterna de Jesus no mundo”, ressalta.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.