Emissões globais de CO2 têm queda histórica no 1º semestre de 2020, mostra estudo

O período de isolamento social pelo coronavírus provocou uma queda inédita de 8,8% das emissões de dióxido de carbono na atmosfera de todo o mundo no primeiro semestre de 2020. A conclusão é de um estudo desenvolvimento por um grupo de cientistas de quatro países, que fez um comparativo com o mesmo período do ano passado. As emissões de CO2 derivadas do transporte caíram 40%; as da produção de energia 22% e as da indústria, 17%. Ao todo, a diminuição deste ano é superior as registradas durante a crise financeira de 2008 e a redução anual durante a Segunda Guerra Mundial, embora as emissões médias sejam muito maiores agora do que naquela época.

Os pesquisadores destacam, no entanto, que as emissões de CO2 voltaram a subir para seus níveis habituais em julho, quando a maioria dos países flexibilizou as restrições. Segundo o geógrafo, Marcelo Leme, apesar da melhora nos últimos meses, os níveis de poluição ainda causam preocupação. Ele destaca que as queimadas que acometem algumas regiões do Brasil, como o Pantanal, também lançam dióxido de carbono na atmosfera, piorando o quadro.

*Com informações da repórter Letícia Santini

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”