Empregada doméstica vai à Polícia Civil e diz que foi agredida por candidato a vereador em Presidente Prudente


De acordo com a delegada Adriana Pelegrini, um inquérito foi instaurado para apurar o caso e Clayton dos Santos, de 38 anos, que concorre a uma vaga na Câmara Municipal pelo PSB, deverá ser ouvido. Empregada doméstica disse que foi agredida pelo candidato a vereador Clayton dos Santos
Reprodução/Facebook
Uma empregada doméstica, de 39 anos, registrou na Polícia Civil um Boletim de Ocorrência no qual alega que foi agredida nesta terça-feira (13), no Jardim Everest, em Presidente Prudente, pelo jornalista e candidato a vereador pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) Clayton dos Santos, de 38 anos.
De acordo com o Boletim de Ocorrência, a vítima trabalhava na casa de Santos quando ocorreu a agressão.
Segundo o boletim, a empregada doméstica trabalha na residência do jornalista há cinco meses sem registro.
Ainda conforme a ocorrência, a vítima contou que Clayton dos Santos, a esposa, uma funcionária da campanha eleitoral, o enteado do jornalista e uma criança amiga da família estavam à mesa almoçando. Segundo o registro policial, a esposa do jornalista perguntou à criança se ela não queria mais o almoço.
Neste momento, conforme declarou a vítima no Boletim de Ocorrência, Santos teria falado aos gritos: “Você não quer comer? Quem coloca comida nessa casa sou eu, não pode jogar comida fora porque custa dinheiro”.
Diante da atitude de Clayton, conforme o boletim, a empregada doméstica disse que o questionou perante a criança, momento em que ele lhe disse:
“Cala a sua boca, cria vergonha na sua cara, para de se intrometer, eu posso falar que a casa é minha”.
Em seguida, a vítima levantou-se, dirigiu-se à lavanderia e começou a filmar o jornalista, conforme o boletim.
Quando Clayton viu que a empregada doméstica o estava filmando, tentou tomar o celular da mão da vítima, torceu o braço direito dela e deu um tapa em seu rosto, tendo-a empurrado, ocasião em que a mulher bateu a cabeça no canto da porta, de acordo com a descrição da ocorrência.
A vítima, ainda conforme o boletim, alegou que sente dores em seu rosto e na cabeça. Ela também disse que se sentiu ofendida e que a esposa e a funcionária da campanha eleitoral testemunharam a situação.
De acordo com a Polícia Civil, um exame de corpo delito foi solicitado à vítima.
A ocorrência foi registrada como injúria e lesão corporal na Delegacia Participativa da Polícia Civil.
Outro lado
Na manhã desta quarta-feira (14), a TV Fronteira entrou em contato com Clayton dos Santos pelo telefone.
Durante a ligação, Clayton disse que não conhece a vítima e que também desconhece o fato.
No entanto, a empregada doméstica repassou à TV Fronteira a reprodução de uma suposta mensagem de texto, que ela teria recebido do jornalista nesta terça-feira (13), na qual ele pede-lhe desculpa e alega estar de “cabeça quente”.
Além disso, a empregada doméstica também repassou à TV Fronteira um vídeo gravado por ela, mostrando Clayton na casa dele e conversando com ela sobre a situação ocorrida nesta terça-feira (13) durante o almoço.
De acordo com a delegada Adriana Pelegrini, um inquérito foi instaurado para apurar o caso e Clayton deverá ser ouvido pela Polícia Civil.
Histórico eleitoral
Clayton dos Santos é jornalista e candidato a vereador pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) nas eleições municipais de 2020.
Essa é a terceira vez em que ele concorre a uma cadeira no Poder Legislativo de Presidente Prudente.
A primeira candidatura de Clayton foi em 2012, pelo então Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), quando obteve 646 votos.
Em 2016, Clayton voltou a se candidatar pelo PMDB e obteve 1.113 votos. Em ambas candidaturas, não se elegeu.
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”