Empresário morre ao cair em voo livre

 

Instrutor de voo não estava habilitado, segundo a Federação responsável pelo esporte


Empresário caiu em voo livre
Empresário caiu em voo livre

O empresário da cidade de Cariacica, Luiz Bessa, morreu depois de cair de um parapente durante um voo, no último domingo, na região da Pedra do Urubu, no Espírito Santo.

Ele estava em uma aula quando caiu do equipamento em uma área de mata. Um vídeo mostra  o momento em que o parapente perde altura e o empresário cai. “Caiu, caiu. Chama os Bombeiros. Caiu, gente! Caiu lá no meio da mata”, diz um homem que está gravando o voo.

Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas e  localizaram o corpo do empresário, já sem vida. De acordo com peritos da Polícia Civil, a ocorrência foi registrada como encontro de cadáver e o equipamento utilizado durante o voo não foi localizado para ser periciado.

Minutos antes do acidente, Luiz Bessa, de 34 anos, publicou um vídeo em um aplicativo de mensagens, mostrando o local e dizendo que era ‘muito alto’. A publicação foi feita por ele às 10h41. Logo depois, às 11h20, o Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência.

Segundo a Federação Capixaba de Voo Livre (FCVL), o piloto envolvido no acidente não era credenciado. Mesmo sem informações técnicas do que tenha causado o acidente, ele levantou algumas suspeitas das possíveis causas da fatalidade.

“O passageiro cair de um voo, isso é problema de conexão de equipamentos. Existem travas de peito e perna. Pelo vídeo que recebi, provavelmente, foi isso que aconteceu: um problema de conexão. Ou até mesmo um mosquetão que partiu por não ter checagem de equipamento”, disse Marx Loureiro à imprensa local.

A Federação também publicou uma nota de pesar.

“A tristeza de uma tragédia, não pode nos desanimar de nossos objetivos e se transforma em um obstáculo no difícil caminho para todos nós, pilotos, instrutores, alunos e apaixonados pelo voo livre. A FCVL – Federação Capixaba de Voo Livre lamenta profundamente a perda de uma vida,e nos solidarizamos com a família, parentes e amigos , que estão neste momento de imenso sofrimento pela tragédia ocorrida hoje na Rampa do Urubu, onde ocorreu o óbito do passageiro, que infelizmente não sobreviveu ao acidente que ocorreu durante o voo.

A Segurança em nosso esporte é primordial para a nossa sobrevivência. A natureza tem suas variáveis, e portanto, o conhecimento dos riscos que nos cercam , é fundamental para que possamos praticar nosso esporte. Da mesma forma, temos que estar atentos aos procedimentos de segurança, análise das condições climáticas , situação dos nossos equipamentos ( checagem, revisão), se temos a capacidade para voar em certos horários, certos sítios de voo, e com determinados tipo de equipamento. Em linhas gerais, os princípios são os mesmos, porém, há de se observar as variáveis que nos protegem e nos ameaçam.


Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

  • https://www.jornalfloripa.com.br/geral/feed20
  • redacao@jornalfloripa.com.br
  • https://www.facebook.com/jornalfloripa/20
  • https://tube.agenciabr.com.br/20
https://www.jornalfloripa.com.br/geral/feed20
redacao@jornalfloripa.com.br
https://www.facebook.com/jornalfloripa/20
https://tube.agenciabr.com.br/20

redacao@jornaltijucas.com.br| +554833330097

Leitores On Line