Encerrado o período das convenções partidárias para as eleições municipais de 2020, acaba também o prazo para que partidos informem à Justiça Eleitoral a decisão de indicar candidatos a prefeito de São Paulo nas eleições municipais de 2020

Urna eletrônica durante votação nas eleições.

Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil

As convenções são os encontros que os partidos políticos devem fazer antes de uma eleição para definir se disputarão o pleito, formarão coligações e quem serão seus representantes para os cargos em disputa.

As chapas devem ser registradas até o próximo dia 26, quando as candidaturas que ainda não têm um nome indicado para concorrer a vice-prefeito deverão informá-lo à Justiça Eleitoral.

Andrea Matarazzo (PSD)

O ex-vereador Andrea Matarazzo (PSD)

Foto: Divulgação

Andrea Matarazzo é o candidato do Partido Social Democrático (PSD) a prefeito de São Paulo. Ele foi ministro da Comunicação Social, embaixador do Brasil em Roma, secretário estadual da Cultura e vereador.

O PSD não fará coligações e a deputada estadual Marta Costa será a candidata a vice-prefeita de São Paulo.

Antônio Carlos Silva (PCO)

Antonio Carlos Silva, candidato à prefeitura de São Paulo pelo PCO

Foto: Facebook/ Reprodução

Antônio Carlos Silva é o candidato do Partido da Causa Operária (PCO) a prefeito de São Paulo.

O PCO não fechou coligações e Henrique Áreas será candidato a vice-prefeito de São Paulo

Arthur do Val (Patriota)

Arthur do Val, candidato à prefeitura de São Paulo pelo Patriota

Foto: Facebook/ Reprodução

O deputado estadual Arthur do Val é o candidato do partido Patriota a prefeito de São Paulo. Conhecido pelo apelido “Mamãe Falei”, Arthur é coordenador do Movimento Brasil Livre (MBL)

O Patriota não fará coligações e Adelaide Oliveira, do movimento Vem Pra Rua, será a candidata a vice-prefeita de São Paulo.

Bruno Covas (PSDB)

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), discursa após ser confirmado para concorrer à reeleição pelo PSDB

Foto: Reprodução/Zoom PSDBSP

O prefeito Bruno Covas é candidato à reeleição pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Antes de ser prefeito, Covas foi vice-prefeito, deputado federal, deputado estadual e secretário estadual do Meio Ambiente.

O PSDB fechou coligação com outros nove partidos políticos: MDB, PP, Podemos, Cidadania, PSC, PL, DEM, PV e Pros.

O candidato a vice-prefeito é o vereador Ricardo Nunes, do Movimento Democrático Brasileiro (MDB).

Celso Russomanno (Republicanos)

O deputado Celso Russomanno, candidato do Republicanos a prefeito de São Paulo

Foto: Câmara dos Deputados/Divulgação

O deputado federal Celso Russomanno é o candidato do partido Republicanos a prefeito de São Paulo. Russomanno foi deputado federal por quatro mandatos, entre 1995 e 2011, e retornou à Câmara em 2015.

O Republicanos fechou coligação com o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), que indicou o advogado Marcos da Costa, ex-presidente da OAB-SP, como candidato a vice-prefeito de São Paulo.

Apesar do anúncio da candidatura pelo partido, repetindo a coalizão de 2016, a ata da convenção partidária não constava no site do TSE nesta quinta-feira (17).

Filipe Sabará (Novo)

Filipe Sabará, candidato à prefeitura de São Paulo pelo Novo

Foto: Facebook/ Reprodução

Filipe Sabará é o candidato do Partido Novo a prefeito de São Paulo. Sabará foi secretário municipal de Assistência Social e presidente do Fundo Social do Estado de São Paulo.

O Novo não fechou coligações e a economista Marina Helena Santos, que integrava a equipe do ministro da Economia Paulo Guedes, será a candidata a vice-prefeita de São Paulo.

Guilherme Boulos (PSOL)

Guilherme Boulos, candidato do PSOL à Presidência da República em 2018, em entrevista à CNN Brasil

Foto: CNN Brasil (20.mar.2020)

Guilherme Boulos será o candidato do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) a prefeito de São Paulo. Boulos é professor, líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e foi candidato a presidente da República em 2018.

O PSOL fechou coligação com o PCB e o UP. A candidata a vice será a deputada federal e ex-prefeita Luiza Erundina (PSOL).

Jilmar Tatto (PT)

O ex-deputado Jilmar Tatto, candidato do PT a prefeito de São Paulo

Foto: Divulgação/PT

Jilmar Tatto será o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) a prefeito de São Paulo. Tatto foi deputado federal e secretário municipal de Transportes de São Paulo.

O PT não fechou coligações. Nesta quarta-feira (16), o deputado federal Carlos Zarattini aceitou convite para ser o candidato a vice-prefeito, mas o nome ainda não foi oficializado à Justiça Eleitoral.

Joice Hasselmann (PSL)

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) no plenário da Câmara

Foto: Maryanna Oliveira – 22.abr.2020/Câmara dos Deputados

A deputada federal Joice Hasselmann será a candidata do Partido Social Liberal (PSL) a prefeita de São Paulo. Joice é jornalista e foi líder do governo Bolsonaro no Congresso Nacional.

O PSL fechou coligação com a Democracia Cristã (DC). O partido anunciou o nome do empresário Ivan Leão Sayeg para ser candidato a vice-prefeito, mas a escolha ainda não foi oficializada à Justiça Eleitoral.

Levy Fidélix (PRTB)

Levy Fidelix, candidato à prefeitura de São Paulo pelo PRTB

Foto: Facebook/ Reprodução

Levy Fidélix, presidente nacional do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), será o candidato do partido a prefeito de São Paulo. Levy já concorreu a prefeito, governador e presidente da República em outras oportunidades.

O PRTB não fechou coligações e Jairo Glikson foi indicado para ser candidato a vice-prefeito de São Paulo.

Márcio França (PSB)

O ex-governador Márcio França, candidato a prefeito de São Paulo pelo PSB

Foto: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo

Márcio França é o candidato do Partido Socialista Brasileiro (PSB) a prefeito de São Paulo. Ele já foi governador, vice-governador, deputado federal e prefeito de São Vicente.

O candidato a vice-prefeito será o sindicalista Antonio Neto, do Partido Democrático Trabalhista (PDT).

PSB e PDT fecharam coligação com PMN, Avante e Solidariedade.

Marina Helou (Rede)

Marina Helou, candidata à prefeitura de São Paulo pela Rede Sustentabilidade

Foto: Facebook/ Reprodução

A deputada estadual Marina Helou é a candidata da Rede Sustentabilidade a prefeita de São Paulo. Marina é formada em Administração Pública e foi eleita para a Assembleia Legislativa em 2018.

A Rede não fechou coligações e o jornalista Marco Dipreto é o candidato a vice-prefeito de São Paulo.

Orlando Silva (PCdoB)

Deputado Orlando Silva, do PCdoB

Foto: Luís Macedo/ Agência Câmara

O deputado federal Orlando Silva é o candidato do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) a prefeito de São Paulo. Orlando foi ministro do Esporte, vereador e presidente da UNE.

O PCdoB não fechou coligações. O partido anunciou a enfermeira Andrea Barcelos como a candidata a vice-prefeita de São Paulo, mas o nome ainda não foi oficializado à Justiça Eleitoral.

Vera Lúcia (PSTU)

Vera Lúcia, candidata do PSTU à prefeitura de São Paulo

Foto: Reprodução/ Facebook

Vera Lúcia é a candidata do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) a prefeita de São Paulo. Ela é sindicalista e concorreu pelo PSTU a presidente da República em 2018.

O PSTU não fechou coligações. O partido escolheu Lucas Simabukulo, registrado como Professor Lucas, para concorrer a vice-prefeito de São Paulo.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”