Equipe de reportagem é mantida refém e ameaçada dentro de templo evangélico em Belém

Repórter e cinegrafista foram ameaçados por um homem que se dizia pastor da igreja da Assembleia de Deus. Profissionais da TV Liberal são agredidos durante o trabalho
Uma equipe de reportagem da TV Liberal, em Belém, foi alvo de ameaça e cárcere privado no sábado (17), em Belém. O caso ocorreu durante uma matéria no bairro Curió-Utinga. A repórter Nathália Kawage e o cinegrafista Vanderlei Prestes foram as vítimas e registraram boletim de ocorrência.
A equipe foi ao local para fazer uma reportagem sobre os estragos causados pela chuva. A ventania destelhou o templo e as telhas caíram em cima de quatro residências na vizinhança, de acordo com informações da Defesa Civil, que prestava assistência aos moradores locais.
Os jornalistas pediram permissão a uma pessoa que se identificou como obreiro e entraram no prédio, e também autorização da Defesa Civil. Em seguida, um homem se identificou como presidente da igreja e pastor disse que a equipe não poderia mais sair dali até que a polícia chegasse no local. De acordo com o registro policial, os profissionais foram impedidos de sair do prédio e sofreram ameaças. O homem tentou pegar a câmera do cinegrafista.
Segundo a Assembleia de Deus em Belém, a igreja onde ocorreu a coação não é reconhecida pela congregação e o homem suspeito não é pastor. O caso foi registrado na Seccional da Pedreira.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”