Escola do Teatro Bolshoi vira Patrimônio Cultural Imaterial de Joinville

O projeto que reconhece a Escola do Teatro Bolshoi do Brasil como Patrimônio Cultural Imaterial Municipal recebeu parecer favorável nesta quarta-feira (30) em reunião conjunta e extraordinária das comissões de Legislação e Educação da Câmara de Vereadores de Joinville.

Agora, o projeto segue a plenário para votação apenas para seguir o protocolo, uma formalidade, nem haverá discussão, informou o setor de comunicação da Casa.

Escola do Teatro Bolshoi no Brasil funciona em Joinville desde 15 de março de 2000 – Foto: Divulgação ND

Na proposta 222/2017, Tânia Larson (PSL) justifica que a instituição deu “reconhecimento internacional” a Joinville, “trazendo centenas de turistas e curiosos a cada ano para apreciar as festividades proporcionadas pela tal”.

“No âmbito social, é inegável a participação da Escola do Teatro Bolshoi em ações que visam a apreciação da dança de forma educativa e gratuita”, justifica, ainda, a vereadora.

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil funciona em Joinville desde 15 de março de 2000. É a única filial do Teatro Bolshoi fora da Rússia. A Escola, aliás, já foi considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, órgão da Organização das Nações Unidas (ONU).

A instituição tem personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, e tem apoio da Prefeitura de Joinville e do Governo do Estado de Santa Catarina, além dos “Amigos do Bolshoi”, que ajudam a Escola a transformar vidas todos os anos.

Com mais essa honraria – Patrimônio Cultural Imaterial Municipal – a Escola do Teatro Bolshoi do Brasil amplia ainda mais as chances de firmar parcerias e alavancar recursos para continuar promovendo a cultura da dança.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”