Escolas de SP com alta incidência de Covid-19 podem ser fechadas; governo iniciou testagem nesta quinta


Exames, feitos por amostragem, serão do tipo RT-PCR, que detecta casos ativos da doença. Segundo o governo, 10 mil alunos e 9,3 mil servidores serão testados. Secretário de saúde disse que escolas poderão ter atividades interrompidas se mapeamento apontar alta incidência de contaminação. Governo começa inquérito virológico em alunos e servidores da rede estadual
Reprodução/TV Globo
O governo de São Paulo começou nesta quinta-feira (15) a realizar os testes de Covid-19 em professores e alunos da rede estadual. Os resultados, segundo o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, poderão determinar o fechamento de escolas nas regiões em que o mapeamento apontar alta incidência de contaminação.
“Essas medidas que estão sendo traçadas hoje são complementações. Fazem um rastreio, um acompanhamento, para identificação de vírus em pessoas sem sintomas. Isso vai ajudar muito nós avaliarmos na progressão das próximas semanas o quanto tem de circulação do vírus numa determinada região, assim como, se nós tivermos um número de caso que nos exija fechar aquela escola, assim será feito”, disse Gorinchteyn.
As escolas estaduais foram abertas para aulas regulares no último dia 7. O secretário acompanhou, ao lado do governador João Doria (PSDB) e do secretário de Educação, Rossieli Soares, as realização de testes na Escola Estadual Almir Pereira Bahia Reverendo, em Taboão da Serra.
“Neste momento nós iniciamos uma fase que, em conjunto com todas as medidas sanitárias, vão dar uma segurança, garantia, tanto apara os profissionais, educadores, bem como os seus alunos, de que estarão dentro de um aparelho escolar, dentro de uma escola, de forma absolutamente seguras”, defendeu Gorinchteyn.
Ao todo, 10 mil alunos e 9,3 mil servidores da rede estadual de educação vão ser submetidos a exames de Covid-19.
Secretário de saúde disse que escolas poderão ter atividades interrompidas se mapeamento apontar alta incidência de contaminação
Reprodução/TV Globo
Os exames são do tipo RT-PCR, que verifica a presença do vírus no organismo no momento do exame e, portanto, identifica casos ativos da doença, mesmo que assintomáticos.
Segundo os governo, o inquérito virológico ocorrerá em 20 municípios do estado espalhados por todas as regiões de saúde.
Em cada cidade, 5 escolas serão sorteadas e, em cada uma, 100 alunos e todos os servidores serão examinados.
Governo de SP vai fazer teste de Covid-19 em 10 mil dos 3,5 milhões de alunos da rede estadual de educação
Reprodução/TV Globo
De acordo com o Censo Escolar, a rede estadual tinha, em 2019, 3,5 milhões de alunos no ensino básico, da creche até o ensino médio. A rede de educação paulista conta com 315 mil servidores, cerca de 250 mil professores e outros 65 mil funcionários que atuam em funções administrativas ou técnicas.
Na capital paulista, a prefeitura optou por realizar inquéritos sorológicos em alunos e servidores da educação. No caso da gestão municipal, mapeamento é feito para tentar descobrir, por amostragem, quantas pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus na cidade.
Initial plugin text
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”