Especialistas dão dicas para evitar golpes aplicados na internet


De acordo com dados do Procon, número de reclamações relacionadas a golpes aplicados pela web cresceu neste ano. Especialistas orientam sobre golpes aplicados na internet
Reprodução/TV TEM
Com o aumento do uso da internet durante a pandemia de coronavírus, as compras virtuais também cresceram. No entanto, de acordo com dados do Procon, o número de reclamações relacionadas a golpes aplicados pela web também elevou.
No primeiro semestre de 2019 foram registradas 33,6 mil reclamações, enquanto neste ano foram 121 mil casos registrados no estado de São Paulo, segundo o levantamento do Procon.
De acordo com Valéria Cheque, especialista em crimes virtuais, os crimes têm aumentado pela facilidade de fazer compras online, e o “phishing” é um golpe que tem sido cada vez mais usado.
“É uma técnica de crime cibernético que usa fraude, truque ou engano para manipular as pessoas e obter informações confidenciais. Hoje em dia, muitas pessoas vão clicando em links aleatoriamente que são jogados para as pessoas como uma pescaria. Algumas pessoas não dão muita bola, mas outras acabam clicando, caem nos golpes e têm seus dados pessoais invadidos”, explica.
Especialistas orientam sobre golpes aplicados na internet
Reprodução/TV TEM
Valéria indica que as compras online sejam feitas em sites confiáveis de lojas conhecidas fisicamente e orienta para que os consumidores desconfiem de preços atrativos.
“Uma outra dica é pegar o nome da loja e colocar no Sac do Procon. O órgão tem uma lista que possibilita ao consumidor ver se a loja é de confiança ou não.”
Em caso de golpe, a orientação é o registro de um boletim de ocorrência. Nestes casos, a linha de investigação da Polícia Civil é pelo crime de estelionato.
“São quadrilhas especializadas e a investigação pode demorar um pouco, então é interessante que as vítimas procurem as agências bancárias para o ressarcimento. O início da investigação não implica no ressarcimento”, diz o delegado Luiz Henrique Nunes.
“As pessoas devem fazer pesquisa, procurar registros de reclamações e neste sentido vai ser mais fácil verificar se existe golpe ou não.”
Especialistas orientam sobre golpes aplicados pela internet
Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.