– Esportes – Retomada do Futebol: clubes catarinenses já fizeram mil testes para Covid-19

 
O CRICIÚMA realizou os seus primeiros exames nesta semana. Ao todo, foram 38 testes entre atletas, comissão técnica e demais funcionários nesta segunda-feira (15). Não houve nenhum caso positivo. Nesta terça serão realizados mais testes.O MARCÍLIO DIAS também fez a sua primeira rodada de exames. Foram 48, com 100% dos testes com resultado negativo.

A CHAPECOENSE iniciou nova rodada de testes nos jogadores nesta segunda-feira (15), com 42 testes do RT-PCR, cujos resultados ainda não ficaram prontos. Até semana passada, o clube tinha realizado 39 testes RT-PCR nos atletas do grupo principal, todos negativos, e mais 221 testes rápidos nos atletas, familiares, comissão técnica, departamento de futebol, staff e colaboradores diretos. Somente dois testaram IgM positivos: a mãe de um membro do departamento de futebol e outra colaboradora, esposa de um colaborador do staff, ambos assintomáticos. Esses casos positivos foram reportados à Vigilância Epidemiológica do município de Chapecó, afastados de suas respectivas funções e aguardam em quarentena para retorno às atividades.

O JOINVILLE realizou 57 exames para Covid-19 em atletas e funcionários. Deste total, cinco apresentaram alteração no exame: quatro atletas com anticorpos do Coronavírus, todos sem sintomas e liberados pelo Departamento Médico do clube e uma funcionária da cozinha apresentou resultado classificado como “duvidoso” para a presença do coronavírus. Ela está passando o período de quarentena em casa.

O FIGUEIRENSE realizou 61 testes com seus jogadores, comissão técnica e demais colaboradores do Centro de Formação e Treinamento (CFT) do Cambirela e não constatou nenhum caso positivo de Coronavírus. Na semana passada foram testados 84 funcionários dos setores administrativos que exercem suas funções nas dependências do Estádio Orlando Scarpelli. O clube comunicou que apenas uma funcionária acusou a presença de anticorpos IgG, isto é, já havia sido infectada anteriormente. Tal diagnóstico já era esperado, pois a colaboradora, quando infectada, comunicou a diretoria do Furacão do ocorrido, foi afastada do trabalho pelo tempo devido e tratada pelo Departamento Médico do clube conforme os protocolos estipulados pelos órgãos de saúde.

O AVAÍ, primeiro clube a fazer a testagem, realizou 168 testes, em duas modelagens diferentes de acordo com o perfil de risco, sendo 64 com atletas, comissão técnica e departamento médico (RT-PCR e sorológico venosa por químio luminescência) e 94 testes rápidos nos demais colaboradores – destes, apenas um deu positivo IgG. Já entre os atletas foram contabilizados cinco registros positivos de COVID-19, mas apenas um precisou ficar em quarentena, e os demais já com anticorpos IgG para a doença.

O JUVENTUS aplicou 34 testes, sem registros positivos.

NO BRUSQUE, das 46 coletas, apenas uma deu positivo. Após o atleta ser comunicado sobre o resultado, ele foi encaminhado ao ambulatório da Unimed para seguir o protocolo de tratamento.

DOIS CLUBES VOLTAM DEPOIS

Dos 10 clubes da Série A, dois têm data diferente de retorno ao campeonato, Concórdia e Tubarão, que começam o mata-mata que definirá o rebaixado somente no dia 12 de julho.

O CONCÓRDIA volta às atividades esta semana e até quinta-feira deverá testar todos os jogadores, comissão técnicas e colaboradores.

O TUBARÃO ainda permanece sem treinos presenciais, realizando apenas atividades à distância. O clube espera a autorização da Prefeitura para retornar aos treinamentos e, aí sim, fará os testes.

Com Agências