Estado de SP registra mais de um roubo ou furto de bicicleta por hora em 2020

Mesmo com a pandemia, que diminuiu o movimento nas ruas, foram 9,1 mil ocorrências de furto ou roubo de bikes de janeiro a setembro. Mais de um roubo ou furto de bicicleta é registrado por hora no estado de São Paulo
Mesmo com a diminuição do movimento nas ruas durante a pandemia, o estado de São Paulo registra mais de um roubo ou furto de bicicleta por hora em 2020.
Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública, foram registradas 9,1 mil ocorrências envolvendo bicicletas no estado entre janeiro e setembro deste ano. Destas, 7.787 foram de furto e 1.408 foram de roubo. O levantamento foi obtido pelo SP2 via Lei de Acesso à Informação.
Orlando Pereira de Brito foi assaltado a mão armada no início deste mês perto da ciclovia que dá acesso ao Parque Ecológico do Tietê, na Zona Leste da capital. Os ladrões levaram a bicicleta que custou R$ 8 mil.
“Fui abordado por esses três caras. Cada um com uma arma na mão. Me jogaram no chão, colocaram perto da minha barriga e falaram: ‘vagabundo, cê perdeu’”, conta o ciclista.
O caso dele não é isolado. A capital concentra quase a metade dos roubos e furtos registrados no estado (49,7%). Foram 4.576 ocorrências. Em média, são quase 17 por dia. Os crimes acontecem principalmente no Centro, no Itaim Bibi e na Bela Vista.
Especialistas dizem que a vulnerabilidade dos ciclistas e os preços altos de muitas bicicletas atraem os criminosos. E, em uma cidade grande como São Paulo, o que poderia ser uma solução para problemas de mobilidade acaba não recebendo muita atenção dos agentes de segurança.
“A bicicleta é o transporte do futuro. O mundo todo tem um crescimento expressivo do uso de bicicletas e os estados tentam dar segurança para as pessoas que usam bicicleta. Hoje o estado de São Paulo, infelizmente, deixa essa questão muito a desejar”, afirma Rafael Alcadipani, professor da FGV e membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.
Assustados com os roubos, há seis meses os ciclistas da Zona Leste criaram o Movimento Pedal Seguro e fizeram manifestações para cobrar mais segurança para quem circula sobre duas rodas.
“Num primeiro momento eles colocaram Rocam, dois dias só, depois não teve mais segurança”, diz o músico Beto Batera.
A Secretaria de Segurança Pública afirmou por meio de nota que houve queda de 35% nos furtos e roubos de bicicletas no estado, entre janeiro e setembro deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.Na capital, a queda foi de 28%.
A pasta disse que reforçou o policiamento nas principais vias da cidade e que mantém uma página para consulta do número de série das bikes, pra saber se elas são roubadas.
VÍDEOS: Veja mais sobre SP e Região Metropolitana
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.