Estados Unidos registram número recorde em votação antecipada

A eleição presidencial de 3 de novembro tem mexido com os ânimos dos americanos, que já começaram a votar. De acordo com o Projeto Eleitoral dos Estados Unidos, quase 20 milhões de eleitores já votaram até a manhã desta sexta-feira, 16, pessoalmente ou por correio. O número supera os registrados na eleição de 2016, quando no mesmo período, apenas 6 milhões de votos tinham sido contabilizados. A teoria dos especialistas é que, devido à pandemia da Covid-19, os americanos buscaram alternativas para o dia da eleição.

Segundo a BBC News, relatórios indicam que a maioria dos eleitores que se anteciparam à votação é democrata – com grande participação de mulheres e negros – motivados pela ‘aversão’ ao então presidente Donald Trump. As filas têm sido longas para a votação, tendo eleitores que enfrentaram 11 horas de espera. Ainda de acordo com a publicação, o estado do Texas registrou recorde de votação por correio na última terça-feira, 13, e o estado da Geórgia registrou 126.876 na segunda-feira, 12, um recorde estadual. Os número também foram elevados em Ohio, com mais de 2,4 milhões de votos por correio, o dobro do registrado em 2016.

Uma pesquisa recente da Axios apontou que quatro em cada dez estudantes universitários disseram que planejam protestar se Donald Trump se reeleger. Seis em cada dez disseram que se envergonham de amigos que podem votar, mas optaram por se abster do pleito. Em contrapartida, apenas 3% dos alunos entrevistados respondeu que protestaria se Joe Biden fosse eleito.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”