EUA dizem que terão 40 milhões de doses de vacina em 2020

O governo dos Estados Unidos anunciou que espera disponibilizar 40 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 ainda em 2020. A afirmação foi dada pelo porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany, durante coletiva de imprensa e leva em contra os recentes avanços nos testes feitos pelas farmacêuticas Pfizer e Moderna. “Com relação à vacina, acreditamos que haverá 40 milhões de doses disponíveis até o final do ano”, afirmou o porta-voz. “Cada uma delas conseguiu uma vacina contra a Covid que é cerca de 90% eficaz. Sabemos que a da Moderna é 94,5% efetiva, e a da Pfizer é 95%, o que é extraordinário”, explicou.

Durante a coletiva, McEnany atribuiu o progresso das vacinas e do plano de vacinação ao presidente Donald Trump, que deverá deixar o poder em 20 de janeiro de 2021. No começo da pandemia, o republicano subestimou a força da Covid-19 dizendo que isso iria impedir que o pânico se espalhasse pela população. “Este progresso verdadeiramente extraordinário sobre o qual vocês já ouviram o doutor Fauci e outros falarem só foi possível por causa do presidente, que disse ao mesmo tempo ‘vou encontrar uma vacina, vou fazer algo novo, vou conseguir’, para que muitas vidas americanas sejam salvas, graças ao presidente Trump e ao grande trabalho da operação Velocidade da Luz”, disse.

Nesta sexta-feira, 20, a Pfizer e a companhia alemã BioNTech pediram autorização à agência regularadora de alimentos e medicamentos dos EUA (FDA) para iniciar a distribuição da vacina para pessoas do grupo de risco a partir de dezembro deste ano. Antes de autorizar, a FDA tem que revisar dois meses de dados de resposta para a vacina garantir a segurança em crianças e idosos. Entretanto, por conta da urgência do processo, a expectativa é de que a análise seja feita em semanas. A Pfizer chegou a um acordo com o governo Trump para vender 100 milhões de doses por US$ 1,95 bilhão.

*Com informações da EFE

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.