EUA registram mais de 69 mil novos casos da Covid-19, maior número desde julho

Os Estados Unidos registraram mais de 69 mil novos casos da Covid-19 nesta sexta-feira, 17, o maior número desde o mês de julho. O aumento dos contágios preocupa os especialistas, que têm alertado que um número crescente de infecções nos EUA deve significar mais mortes. Enquanto isso, o governador de Nova York, Andrew Cuomo, informou neste sábado, 17, que os cinemas do Estado poderão reabrir a partir da próxima sexta-feira com restrições ao tamanho do público, além de outras medidas de segurança. Os cinemas poderão retomar o funcionamento com 25% da capacidade, com máximo de 50 pessoas por sala. O uso de máscaras será obrigatório e os assentos serão marcados para garantir o distanciamento social. Os teatros, por sua vez, não foram incluídos e devem permanecer fechados.

Mundo

O planeta registrou mais 383.618 casos de infecção pelo novo coronavírus, fazendo com que o total ultrapassasse a marca de 39 milhões de contaminados desde o início da pandemia da Covid-19, no início de janeiro. Os dados foram divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A marca de notificações contabilizada só é superada pela do último dia 10, que foi de 387.617. Dessa forma, o total de casos confirmados no planeta desde janeiro deste ano chegou a 39.023.292.

A Europa está vivendo uma segunda onda da doença, com um crescimento exponencial de casos em vários países do continente. No entanto, o número de mortes tem sido drasticamente menor do que nos meses do início da pandemia. A Itália, um dos primeiros epicentros do novo coronavírus, registrou neste sábado, 17, mais 10.925 casos de infecção pela doença. O número mostra que o país superou pelo quarto dia consecutivo o recorde de contágio desde o início da pandemia. Foram contabilizadas, porém, somente 47 mortes — muito inferior a média de cerca de 800 diárias do começo da doença no país.

* Com informações do Estadão Conteúdo

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.