Evento da WSL reúne 15 melhores surfistas do mundo e arrecada doações

Aloha, meus amigos! Hoje resolvi dividir com vocês a minha alegria e gratidão a todos os participantes do Festival Onda do Bem, organizado pela World Surf League (WSL), na última sexta-feira (dia 18/09), na praia de Itamambuca, em Ubatuba (SP), e que reuniu os 15 melhores surfistas do mundo e mais 10 personalidades brasileiras, levando um misto de competição, entretenimento e solidariedade em época de pandemia. E, para a minha surpresa, os participantes indicaram a ONG Projeto Ondas, entidade do qual dirijo, para receber as doações recebidas durante a transmissão do evento, auxiliando o atendimento no contra turno escolar às crianças entre 6 e 12 anos em estado de vulnerabilidade socioeconômica, oferecendo surf, educação e cidadania.

Dentro d’água a competição foi para valer, com a vitória do Ítalo Ferreira e da Silvana Barros no profissional. Já na disputa por equipes, vitória para a equipe Rio, formada por Yago Dora, Adriano ‘Mineirinho’ de Souza, Julia Duarte, Dani Suzuki, além do embaixador da ONG Projeto Ondas, o ator Paulo Vilhena. Entre as celebridades, o ator e modelo Paulo Zulu venceu no masculino e a apresentadora de TV Érika Prado venceu no feminino. Mas, no meu entendimento, o que valeu mesmo foi a festa da comunidade do surf e as mais de cinco horas de evento com os melhores surfistas e suas pranchas com led, proporcionando manobras radicais e um produto com uma área abrangente para levantarmos e consolidarmos a modalidade no Brasil.

Assim, gostaria de aproveitar o espaço para fazer uma série de agradecimentos. Primeiro a organização da WSL, que conseguiu realizar um evento inédito e de difícil ativação pelo fato de ser noturno.  Também lembro de todos que participaram e de alguma forma citaram o meu nome e da nossa entidade, como o Adriano de Souza, Alana Pacelli, Alemão de Maresias, Alex Ribeiro, Andrea Lopes, Bárbara Müller, Caio Vaz, Chloé Calmon, Dani Suzuki, Deivid Silva, Érica Prado, Flávio Canto, Glenda Kozlowski, Italo Ferreira, Jadson André, Julia Santos, Kleber Toledo, Lucas Chumbo, Lucas Vicente, Miguel Pupo, Nairê Marquez, Paulinho Vilhena, Peterson Crisanto, Silvana Lima, Wiggoly Dantas e  Yago Dora.

Que vibe galera, parabéns e obrigado! E lembre-se: o surf transforma.

*Jojó de Olivença é surfista bicampeão brasileiro (1988 e 1992), presidente da ONG Projeto Ondas e escreve sobre surfe às segundas-feiras.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”