Fatos inéditos envergonham o Estado

O governo Moisés vem acumulando vários fatos inéditos em sua administração. Pela primeira vez um governador responde por dois processos de impeachment sucessivamente. Um por conceder aumento salarial ilegal aos procuradores do Estado equivalente aos procuradores da Assembleia e o outro por conta da compra dos respiradores fantasmas com pagamento antecipado de R$ 33 milhões.

E pela primeira vez na história de Santa Catarina a Casa d’Agronômica, residência oficial do governador, sofre busca e apreensão pela Polícia Federal a pedido do Ministério Público Federal e autorizado pelo Superior Tribunal Justiça, com indícios inclusive de lavagem de dinheiro. Santa Catarina foi incluída no roteiro de operações policiais contra a corrupção que lamentavelmente se estabeleceu também em plena pandemia.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”