Galeria de dirigentes do TJSC ganha novos retratos: desembargadores Collaço e Petry

O descerramento dos retratos oficiais dos dirigentes da última gestão do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), biênio 2018-2020, aconteceu nesta quarta-feira (19/8) durante a sessão extraordinária do Tribunal Pleno. A fotografia do desembargador Rodrigo Collaço foi eternizada na Galeria dos Presidentes do TJSC, enquanto o retrato do desembargador Henry Petry Junior passou a compor a Galeria dos Corregedores-Gerais de Justiça. A cerimônia teve um tom de despedida, porque o ex-corregedor-Geral teve o pedido de aposentadoria voluntária aprovado hoje pelo Órgão Especial e o ex-presidente revelou que deve protocolar o seu pedido de aposentadoria na próxima segunda-feira (24).

O presidente do Poder Judiciário de SC (PJSC), desembargador Ricardo Roesler, reconheceu e parabenizou o desembargador Rodrigo Collaço pelos serviços prestados à sociedade catarinense. “Um Judiciário forte é sinônimo de uma sociedade justa, solidária e democrática. E foi isso que vossa excelência sempre acreditou e creio que é isso que todos desejam, precisam e merecem. E, por isso, agradeço muito ao desembargador Rodrigo Collaço a oportunidade de vossa excelência ter servido a essa causa. Muito obrigado”, anotou.

Diante da pandemia provocada pela Covid-19, o desembargador Rodrigo Collaço elogiou o atual corpo diretivo do Poder Judiciário pela administração que enfrenta diferentes desafios. Ele também nominou os desembargadores, juízes auxiliares da Presidência e servidores que desenvolveram importante trabalho na gestão passada. “Na verdade, o retrato é de uma presidência que não envolve uma pessoa somente, mas a todos. Quero dizer que somado a essas pessoas que fizeram parte dessa presidência, também destaco a eficiência e qualidade de servidores e magistrados catarinenses”, agradeceu o ex-presidente.

Coube a corregedora-geral da Justiça, desembargadora Soraya Nunes Lins, homenagear o desembargador Henry Petry Junior em nome da corte catarinense. Ambos ascenderam ao TJSC em 7 de dezembro de 2010. “Foi um longo caminhar. Pontilhado de vivências, atitudes, desafios e alegrias. De envergadura moral e ética admiráveis, significando sempre a causa da Justiça. Este momento de descerramento do retrato de sua excelência é coincidente com o deferimento de aposentadoria voluntária. Jovem ainda irá galgar outros horizontes com novos projetos e sonhos, aos quais adicionará a sua reconhecida inteligência e indiscutível talento”, desejou a corregedora-Geral da Justiça.

Emocionado, o desembargador Henry Petry Junior recordou do início na magistratura há exatos 32 anos e sete dias. “Sempre busquei ser imparcial e justo, sem realizar qualquer tipo de distinção ou diferença de qualquer ordem e isso o tempo todo. Não me importa e nunca importou o personagem, importa e sempre importou o fato. Nada sobreleva o fato, a legalidade de bem aplicar o Direito. Por onde passei procurei sempre oficiar com isenção e retidão para honrar o Tribunal e o Estado que me acolheram. Assim, me propus e espero ter caminhado”, disse o ex-corregedor-Geral da Justiça.

O chefe do Ministério Público, procurador-Geral de Justiça Fernando Comin, e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em SC, Rafael Horn, também enalteceram os serviços prestados pelos ex-dirigentes do Judiciário catarinense.

Imagens: Divulgação/TJSC

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI

Responsável: Ângelo Medeiros – Reg. Prof.: SC00445(JP)

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”