Galo abandonado é adotado e ganha mimos e cuidados em Vila Isabel


Animal toma banho com um sabonete destinado, originalmente, aos bebês. Recebe massagens e as patas são cuidadosamente limpas com escova. A ideia é que Hey Hey se mude para um lugar mais espaçoso Galo de estimação recebe cuidados e mimos do “papai” Gabriel
O personal trainer Gabriel Rabelo adotou o galo Hey Hey depois de encontrá-lo machucado e abandonado na porta de casa, em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio. O encontro aconteceu em agosto, no dia do aniversário dele. A partir daí, os dois se aproximaram e o animal se tornou um membro da família.
Com pena do bichinho, ele o levou ao veterinário e decidiu cuidar dele em casa com vitaminas e ração. Ao longo do tempo, ele se afeiçoou e passou a cuidar do animal.
A rotina do galo tem pequenos detalhes que fazem toda a diferença. O animal toma banho com um sabonete destinado, originalmente, aos bebês. Recebe massagens e as patas são cuidadosamente limpas com escova.
Ao fim da rotina de beleza, as penas são secas com um secador de cabelos.
“eu acordo às 6h e dou comida e água. Ele gosta de ficar brincando no quintal da vila onde eu moro. É um galo pelo qual eu tenho um carinho por ele como qualquer bicho de estimação, como gato e cachorro. Ele anda na rua. As pessoas ficam olhando e brincando”, contou Gabriel.
Ele planeja uma vida com qualidade para o animal. Assim, em algum momento, Hey Hey deve se mudar para um lugar espaçoso para que tenha uma vida feliz e morra de velhice.
“O que eu quero para ele é isso: que ele tenha uma vida de galo feliz. E lá ele vai estar feliz. É um campo aberto e não vai estar incomodando ninguém, pois é uma zona rural”, finalizou Gabriel.
Galo Hey Hey recebe massagem durante o banho para ficar mais calmo
Reprodução/ TV Globo
Patinhas do galo Hey Hey são limpas com escova
Reprodução/ TV Globo
Ao fim do banho, o galo Hey Hey tem as penas secas com a ajuda de um secador
Reprodução/ TV Globo
Ganso Gianecchini
No começo do mês, outra ave ganhou destaque: o ganso Gianecchini chamou a atenção ao passear de coleira com a dona, a cabeleireira Fátima Ribeiro, por Alcântara, um dos bairros mais movimentados de São Gonçalo, na Região Metropolitana.
O animal recebeu o nome como uma homenagem ao ator Reynaldo Gianecchini, de quem Fátima é fã.
“Eu sempre achei o Gianecchini lindo, e o ganso é lindo. Então coloquei o nome”, explicou Fátima.
Ao contrário da fama de bravo e de defensores de território, Fátima diz que seus animais são calmos e sociáveis. Ela já chegou a ter quatro gansos. Atualmente, o quintal da casa onde vive conta com somente dois.
Além dos gansos, a cabeleireira também cria galos e galinhas – e inclusive tem um casal chamado Luciano Huck e Angélica – além de papagaios, gatos e cachorros.
Ganso Gianecchini circula de coleira pelas ruas de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio
Fátima Ribeiro/ Arquivo pessoal
VÍDEOS: Os mais assistidos no G1 nos últimos dias
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.