Governador de Roraima pede que Polícia Federal investigue sequestro de jornalista


O senador Mecias de Jesus (Republicanos) também pediu que Polícia Federal investigue o caso. O parlamentar e o governador afirmam que Romano dos Anjos disse à Polícia Civil que os criminosos que o atacaram citaram seus nomes. Governador Antonio Denarium (sem partido) em frente à PF em Boa Vista para pedir investigação no sequestro do jornalista Romano dos Anjos
Juliana Dama/G1 RR
O governador Antonio Denarium (sem partido) e o senador Mecias de Jesus (Republicanos) pediram nesta sexta-feira (30) que a Polícia Federal também investigue o sequestro do jornalista Romano dos Anjos, de 40 anos. Segundo eles, Romano disse à polícia que os criminosos que o atacaram citaram os nomes do governador e do senador. O crime já é investigado por uma força-tarefa montada pela Polícia Civil.
A Polícia Civil ainda não confirmou se já ouviu o jornalista, que segue internado no hospital da Unimed, em Boa Vista. A Secretaria de Comunicação do governo, no entanto, confirma que Denarium foi citado.
“A Polícia Civil é uma polícia do governo do estado e para dar mais transparência e credibilidade eu vou solicitar para que a Polícia Federal assuma a investigação e venha trazer o mais rápido possível o esclarecimento dos fatos e que as pessoas que cometeram o crime sejam severamente punidas. Queremos dar transparência a esse fato. Se for um crime político, na véspera das eleições, tem que ser investigado pela Polícia Federal”, afirmou Denarium, na sede da PF em Boa Vista.
Romano dos Anjos foi sequestrado na noite dessa segunda-feira (26), enquanto jantava com a esposa em casa. Ele foi levado no próprio carro, por volta de 20h30. O jornalista foi encontrado ferido na manhã do dia seguinte em uma região de pasto na zona Rural da capital.
“Tomei essa decisão, depois que fui informado que meu nome teria sido citado, subjetivamente, pelo jornalista Romano. Portanto, no nosso entendimento, estão querendo dar uma conotação política ao caso. E, para que se tenha total isenção, mesmo sem desqualificar e sem desmerecer a Polícia Civil, gostaria muito que a Polícia Federal assuma esse caso”, informou o senador Mecias.
Jornalista Romano dos Anjos sorri em selfie com o delegado geral da Polícia Civil, Herbert Amorim, dentro da ambulância dos Bombeiros após sequestro
Arquivo pessoal
De acordo a Polícia Civil, Romano relatou ter sido espancado pelos sequestradores. Ele teve um braço quebrado e sofreu lesões nas pernas. Ele foi levado ao Hospital Geral de Roraima, administrado pelo governo, onde ficou por dois dias e depois foi transferido a unidade particular.
O jornalista é apresentador de um programa policial na TV Imperial, afiliada da Rede Record em Roraima. Além disso, no programa, Romano faz criticas e denúncias a políticos locais.
No dia do sequestro, o celular de Romano e da esposa dele, que também é jornalista e trabalha na mesma emissora, foram levados. O dele foi encontrado ainda na noite do crime. O dela foi achado depois. Os aparelhos devem passar por perícia.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.