Maior obra do pacote será em Matinhos, com R$ 512 milhões para a revitalização da orla; melhorias em estradas rurais, na BR-277 e viaduto de São José dos Pinhais foram anunciados. Governador Ratinho Júnior anunciou as obras para o estado, nesta terça-feira (16), em Curitiba
RPC/Reprodução
O governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), anunciou, nesta quarta-feira (16), o investimento de R$ 1,6 bilhão em grandes obras de infraestrutura e na área de segurança pública do estado.
A maior das obras do pacote será a revitalização da orla de Matinhos, no litoral do estado, com investimento de R$ 512 milhões, segundo o governo.
O projeto prevê o aumento da orla e da faixa de areia, ciclovias, novas calçadas com acessibilidade, iluminação e criação de passarelas nas áreas de restinga. A expectativa do governo é que ela seja licitada ainda em 2020 e comece a ser executada em 2021.
“É o maior investimento da história do Paraná para o litoral paranaense. É para melhorar o IDH, buscar levar investimento, sempre cuidando da preservação com projetos sustentáveis, que é o caso desse projeto da orla de Matinhos. Ele melhora a parte estética da região, mas o mais importante é o que está debaixo da terra, que são a macro e microdrenagens que nós vamos fazer. O projeto já está pronto, que evita que água de esgoto vá para o nossos rios, evita enchentes”, disse o governador.
O governo afirmou que a obra da orla de Matinhos será realizada. Diferentemente de projetos anunciados em outras gestões, segundo o estado, a melhoria ocorrerá de fato e o dinheiro para isso já está disponível em caixa. Ela não deve começar a ser executada nesta temporada e não há prazo para ser finalizada.
Orla de Matinhos receberá o maior investimento do pacote anunciado
Arquivo pessoal/Almir Alves
Investimentos
O governo anunciou ainda um viaduto em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, para melhorar o trânsito na região da BR-376.
Segundo o governo, haverá também investimento na segurança pública, com a compra de câmeras de monitoramento melhores, mais modernas e com a integração de sistemas.
Os investimentos de R$ 1,6 bilhão são de contratos assinados com a Caixa Econômica Federal e com o Banco do Brasil. O governo do Paraná terá o prazo de 15 anos para pagar os empréstimos.
De acordo com o governo, a expectativa é de que as obras do pacote, que estão com os projetos prontos, sejam licitadas nos próximos meses para serem executadas em 2021.
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.