Governo liga o alerta por causa do caso Chico Rodrigues

A estratégia desencadeada pelo presidente Jair Bolsonaro foi a de desvincular de seu governo o episódio envolvendo o senador Chico Rodrigues (DEM-RR). Mas o Palácio do Planalto entrou em estado de alerta pelo risco de surgirem informações de que o então vice-líder possa ter usado seu prestígio para direcionar de forma irregular recursos públicos federais.
Segundo assessores presidenciais, o caso envolvendo a operação deflagrada pela Polícia Federal, de combate a desvios de recursos para o enfrentamento do coronavírus, não atinge o governo federal. O receio, porém, é pela atuação do senador no seu Estado a partir de indicações para órgãos federais, usando de forma irregular verbas da União.
Esse é um cenário classificado de negativo para o governo Bolsonaro, porque será usado para reforçar as críticas ao presidente da República de que ele teria abandonado o discurso de combate à corrupção adotado durante a campanha eleitoral de 2018.
Interlocutores do presidente avaliam que esse é o risco da aliança com parlamentares, que fazem indicações principalmente para postos federais em seus Estados. “Agora, vão vasculhar a vida do Chico Rodrigues em Roraima e não há como ter controle sobre tudo. O que deve ser feito é, encontrada irregularidade, combatê-la imediatamente”, diz um interlocutor de Bolsonaro.
No caso da operação desta semana, a equipe de Bolsonaro admite que, mesmo o governo agindo rápido para garantir o afastamento de Chico Rodrigues do posto de vice-líder, o episódio gera desgaste para imagem presidencial. “Alguém que até pouco tempo gozava de prestígio no Planalto ser flagrado com dinheiro na cueca gera, com certeza, desgaste para o governo”, diz um assessor presidencial.
Ele acredita, porém, que o presidente da República está fazendo o discurso certo, lembrando principalmente que a operação desta semana começou inclusive a partir de investigações da Controladoria Geral da União. E que ele não irá poupar ninguém.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”