Governo pede, e Carrefour concorda em suspender Black Friday na França

Em meio a um lockdown por uma nova alta de casos de coronavírus no país, ministro das Finanças pediu que grandes varejistas adiassem as promoções online. O Carrefour concordou em suspender seu evento “Black Friday” na França, que acontecerá de 27 a 29 de novembro, disse uma porta-voz à Reuters nesta quinta-feira (19).
A decisão veio após pedido do ministro das Finanças do país, Bruno Le Maire. Com o país em meio a um novo lockdown com o crescimento de casos de coronavírus, as lojas presenciais estão fechadas, e o ministro pediu a supermercados e varejistas online que adiassem as promoções online da tradicional data de vendas.
Europa registra 2 milhões de casos de Covid-19 em 1 semana
A porta-voz ouvida pela Reuters disse que o presidente-executivo do Carrefour, Alexandre Bompard, conversou com La Maire por telefone.
“Alexandre Bompard disse que concordou em suspender a operação da Black Friday de 27 a 29 de novembro”, disse a porta-voz.
Já o chefe da Amazon France, Frederic Duval, não deu na quarta-feira nenhuma indicação de que a gigante do varejo online poderia cancelar seu evento da Black Friday.
Assista as últimas notícias de economia
A decisão veio após pedido do ministro das Finanças do país, Bruno Le Maire. Com o país em meio a um novo lockdown com o crescimento de casos de coronavírus, as lojas presenciais estão fechaa
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.