Grupo é preso suspeito de matar idoso para roubar dinheiro e atear fogo na casa com corpo dentro, em Mairipotaba


Segundo delegado, dois homens e duas mulheres confessaram o crime e disseram ter matado vítima, de 63 anos, para roubar R$ 1,3 mil. Depois, saíram para beber cerveja, voltaram, jogaram gasolina na casa e a incendiaram. Idoso Edmar Costa foi morto asfixiado e teve a casa queimada em Mairipotaba
Reprodução
Quatro pessoas – dois homens e duas mulheres – que não tiveram as identidades reveladas foram presas suspeitas de matar um idoso para roubar dinheiro dele, em Mairipotaba, a 100 km de Goiânia. Segundo a Polícia Civil, após asfixiar a vítima, Edimar Batista de Costa, de 63 anos, e pegar cerca de R$ 1,3 mil, saíram para beber cerveja e usar drogas, mas voltaram até a casa da vítima e atearam fogo com o corpo dentro para tentar destruir provas.
O caso aconteceu na madrugada de sexta-feira (16). De acordo com a polícia, o grupo foi preso horas depois e confessou o crime. Um dos casais apresentou advogado, mas a corporação não soube informar o nome do profissional.
De acordo com o delegado Laylton Barros, responsável pelo caso, disse que uma das mulheres era conhecida da vítima e frequentava a casa dele. Por isso, sabia que ele tinha uma quantia da aposentadoria guardada em casa.
“Ela então passou as informações aos comparsas, que resolveram praticar o roubo. Eles então foram até a casa dele, a mulher o chamou e quando o idoso saiu, os dois homens o surpreenderam, um lhe dando uma gravata em seu pescoço e outro segurando suas pernas”, disse ao G1.
Barros afirma ainda que, em seguida, os homens levaram a vítima até a sala enquanto as mulheres pegavam o dinheiro. O delegado acredita que naquele momento, o aposentado já estava morto, pois os indícios são de que ele foi asfixiado.
Cerveja, gasolina e fogo
O responsável pelo caso afirmou que o grupo saiu logo depois com a quantia para ingerir bebidas alcoólicas e usar drogas.
Algum tempo depois eles voltaram a passar pela porta da casa e perceberam o corpo de Edimar estava a vista para quem passava na rua. Então, narra o delegado, eles resolveram incendiar o imóvel.
“Um dos homens pegou gasolina da moto que estavam, jogou por cômodos da casa e depois ateou fogo com a vítima lá dentro”, explicou.
O corpo do idoso ficou parcialmente carbonizado. A casa também sofreu vários danos.
Após o incêndio, vizinhos acionaram a PM e contaram ter visto os quatro suspeitos rondando o imóvel. A corporação fez buscas pela região e conseguiu localizá-los.
As quatro pessoas irão responder pelos crimes de latrocínio – que é o roubo com o resultado morte -, incêndio doloso e destruição de cadáver.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.