Grupos fazem protesto antirracista em frente a unidades do Carrefour em Santos e São Vicente, SP


Ações foram motivadas pelo assassinato de João Alberto Silveira Freitas por seguranças em unidade da rede varejista em Porto Alegre. Grupo se concentrou em frente a supermercado Carrefour em Santos, SP
Arquivo pessoal/Tiago Pereira
Dezenas de manifestantes se reuniram, na manhã deste domingo (22), em frente a unidades do Carrefour em Santos e São Vicente, no litoral de São Pauolo, para protestar contra o racismo. A ação foi motivada pelo assassinato de João Alberto Silveira Freitas, um cidadão negro que foi espancado e morto por seguranças da rede varejista em Porto Alegre.
Em São Vicente, o protesto ocorreu em frente a unidade do Carrefour localizada na avenida Prefeito José Monteiro, no Jardim Independência. O ato foi pacífico e começou por volta das 10h. Eles fizeram discursos e gritaram palavras de ordem (veja o video abaixo).
Manifestantes fazem ato contra o racismo em frente a supermercado em São Vicente, SP
O presidente da Associação Cultural dos Afrodescendentes da Baixada Santista (Afrosan), José Ricardo dos Santos, esteve no protesto. Segundo ele, o ato foi em repúdio ao que ocorreu com João Alberto.
“É um ato de repúdio. Se fosse um branco eles iriam fazer isso? Temos que dar um basta em tanta violência por causa do racismo. Queremos que a rede se posicione. A partir desse momento, eles precisam disponibilizar treinamento para os funcionários para saber lidar com a igualdade”, falou.
O estacionamento da unidade ficou fechado durante o protesto. Equipes da Polícia Militar acompanharam o movimento, que terminou por volta das 11h30.
Manifestantes se concentraram em frente à unidade de supermercado em São Vicente, SP
Vanessa Medeiros/G1
Em Santos, o ato aconteceu em frente a unidade do Carrefour localizado na avenida Conselheiro Nébias, no bairro Boqueirão. Os manifestantes penduraram cartazes de críticas à rede de hipermercados em painéis onde são colocadas as promoções da loja.
Os manifestantes bloquearam a pista da avenida Conselheiro Nébias, sentido praia. Acompanhados de alto-falantes e caixas de som, eles gritaram palavras de ordem (veja o vídeo abaixo) e seguraram cartazes com dizeres como ‘não ao racismo’ e ‘vidas negras importam’.
Manifestantes fazem ato contra o racismo em frente a supermercado em Santos, SP
“É um ato contra o racismo em todas as suas escalas. Uma organização diante ao assasinato de João Alberto, em Porto Alegre, para que tenha visibilidade todos os atos que assolam nossa sociedade. Estamos negociando o fechamento do estabelecimento sem prejudicar os funcionários”, disse Tiago Pereira Rodrigues, da Unificação das Quebradas, movimento idealizado para dar voz e visibilidade as periferias.
As portas da unidade permaneceram fechadas durante o ato que, segundo os manifestantes, deve acontecer durante o dia todo em Santos.
Manifestantes fizeram ato contra o racismo em Santos, SP, na manhã deste domingo (22)
Arquivo pessoal/Tiago Pereira
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.