Idoso morre de Covid após esperar por três dias para conseguir leito no RJ

Um idoso, de 75 anos, morreu em decorrência de complicações do novo coronavírus (Covid-19) após ficar por três dias esperando para que fosse transferido para uma unidade de terapia intensiva em um hospital localizado no Rio de Janeiro. A mudança só foi realizada após sua neta entrar com um pedido na Justiça para que o procedimento fosse realizado.

João Firmino do Nascimento teve os primeiros sintomas da Covid-19 há cerca de dez dias. Ele foi levado por parentes até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Santa Cruz, na Zona Oeste da capital fluminense. Porém, seu quadro piorou, e a família foi informada que ele precisava de um leito de UTI. Foi nesse momento que começou a luta uma vaga, que só veio três dias depois, no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, que é referência para pacientes com coronavírus na rede municipal de saúde do Rio de Janeiro. No local, ele ficou por cinco dias, mas não resistiu.

“No domingo já colocaram ele na regulação para ser transferido, mas foram três dias de luta. Acho que se ele tivesse sido transferido desde o início, ainda estaria aqui hoje, com a gente”, afirmou Michele Nascimento dos Santos, em entrevista ao Extra. Foi ela quem procurou a Defensoria Pública para conseguir uma vaga para o avô.

A situação de leitos no Rio de Janeiro para tratar pacientes do novo coronavírus voltou a ser preocupante. Segundo dados do Observatório Covid-19, da Fiocruz, concluíram que a capital fluminense está numa “zona crítica” em relação aos leitos para paciente com Covid-19.

Dados da Secretaria municipal de Saúde do Rio, por sua vez, revelam ocupação de 88% nos leitos na cidade.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”